Assine

Terapia inovadora em pequenos animais é realizada pela FMVZ-Unesp

Plasmaferese remove elementos prejudiciais do plasma presentes em algumas afecções

A Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, da Universidade Estadual Paulista (FMVZ-Unesp), câmpus de Botucatu, é a primeira instituição universitária brasileira a oferecer entre seus serviços, em caráter experimental e temporário, a terapia denominada plasmaferese para pequenos animais.

Terapia extracorpórea, a plasmaferese remove elementos prejudiciais do plasma presentes em algumas afecções. Na Medicina Veterinária, onde sua utilização é recente, pode ser aplicada nos casos de doenças imunológicas primárias ou secundárias, como lúpus eritematoso sistêmico, anemia hemolítica imunomediada, trombocitopenia imunomediada, Síndrome de Evans e miastenia gravis.

Os procedimentos de plasmaferese serão realizados pelo Serviço de Nefrologia e Urologia de Cães e Gatos da FMVZ, sob a coordenação da professora Tatiana Okamoto, e utilizam um equipamento chamado Spectra Optia, que realiza a técnica inovadora com o sensor AIM (Monitor Automático de Interface). O equipamento foi cedido temporariamente para a FMVZ pelo seu fabricante, a empresa Terumo, sediada em São Paulo.

O primeiro procedimento terapêutico foi feito no final de outubro em um cão de pequeno porte (7,4 kg), como terapia adjuvante (complementar à terapia principal) na Leishmaniose e foi realizado em conjunto com a Clínica Sanimvet, de São Paulo, sob a coordenação do médico-veterinário Márcio Moreira.

“Com a inclusão da nova técnica extracorpórea a equipe da Nefrologia e Urologia de cães e gatos poderá tratar doenças autoimunes e retirar substâncias indesejáveis do plasma, proporcionando melhor qualidade de vida e bem-estar para os pequenos animais, além de aumentar suas pesquisas nessas áreas, por meio das parcerias já existentes com instituições brasileiras e estrangeiras”, destaca a professora Tatiana.

Atualmente, o grupo da Nefrologia e Urologia de Pequenos Animais da FMVZ-Unesp desenvolve pesquisas em hemodiálise e diálise peritoneal, com a colaboração dos professores Alessandra Melchert, Maria Lúcia Gomes Lourenço, Antônio Carlos Paes e Regina Takahira, além dos pós-graduandos da área de Nefrologia e Urologia de Cães e Gatos, Cardiologia de Pequenos Animais e residentes.

Fonte: FMVZ-Unesp, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Estudantes de Veterinária criam liga nacional com foco em cirurgia

Rivalidade entre cães e gatos está associada ao instinto de caça

Veterinário desmistifica pontos em relação à nutrição de cães e gatos

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.