Assine

Tutores: ingestão de máscara por pets pode trazer problemas graves

Médicos-veterinários alertam para descarte consciente dos objetos

As máscaras faciais são de extrema importância para o período em que nos encontramos hoje, na lida com a pandemia da Covid-19. Contudo, médicos-veterinários alertam para o perigo de cães ingerirem os objetos.

Dentre os exemplos dessa perigosa situação, se encontra o cão escocês Kobe. O animal engoliu uma máscara durante um passeio, fazendo com que o tutor recorresse ao atendimento veterinário de urgência.  

De acordo com o Small Animal Hospital da Universidade de Glasgow, Reino Unido, responsável pelo atendimento ao pet, um raio-X comprovou que a proteção tinha um fio nasal que poderia elevar o risco de complicações ao organismo. Por isso, o caso foi avaliado, chegando num consenso de que, apesar do risco, o objeto era pequeno, optando por induzir que o animal o vomitasse.

Para evitar que outros casos, como o de Kobe, aconteçam, os profissionais ressaltam a necessidade de se realizar o descarte das máscaras de proteção em locais adequados, pontuando ainda que, a separação incorreta de resíduos não é prejudicial apenas para o ambiente, mas também representa perigo aos animais.

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Pena contra maus-tratos passa a ser mais rígida no Brasil

Mudança nos sintomas da raiva em animais requer atenção redobrada

Dia do coração: como está a saúde cardíaca de seu gato?

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.