Assine

Vendas on-line no setor pet crescem durante período de quarentena

Segundo Instituto Pet Brasil, faturamento do segmento obteve aumento de 65,57%

Com a pandemia do novo coronavírus e a necessidade em realizar o distanciamento social, as vendas on-line se tornaram uma nova forma dos setores produtivos se manterem ativos, incluindo o mercado pet. Segundo o Instituto Pet Brasil, segmentos do setor registraram crescimento no faturamento no primeiro trimestre de 2020.

Como explica o IPB, responsável por reunir os dados e compará-los com o mesmo período do ano anterior, foi possível notar, com exceção da venda de animais diretamente dos criadores e dos serviços gerais, um crescimento em todos os outros segmentos do setor pet.

Como resultado do cenário atual, o maior crescimento está no segmento de venda por comércio eletrônico, que registrou alta de 65,57% no faturamento. O valor movimentado saltou de cerca de R﹩ 1,49 bilhão para R﹩ 2,47 bilhões na comparação entre os dois trimestres.

Em segundo, aparece os produtos veterinários, com alta de 18%. Pet food é o terceiro, com 10% de crescimento. O ranking ainda enumera pet care (alta de 6,9%) e serviços veterinários (alta de 5%).

Para o Instituo, apesar da alta do e-commerce no setor, a participação ainda é tímida no market share geral, onde representou 6,6% das vendas no primeiro trimestre do ano, crescimento de 2,37% em relação ao mesmo período do ano passado. Pet food representa, ainda quase metade das vendas (47,8%) mas o crescimento comparado no período foi de 1,69%.

"Podemos observar que os setores que mais foram afetados neste período foram a venda de animais, e os serviços gerais, como banho e tosa, passeadores de animais, creches, entre outros, por conta do isolamento social e as incertezas econômicas”, avaliou  o presidente-executivo do Instituto Pet Brasil, Nelo Marracini.

O IPB também ressalta que é necessário levar em conta as variações causadas pela inflação e alta do dólar, que influenciam no valor das matérias-primas e no preço final e que o setor pet continua sendo fortemente tributado.

Com tudo, o representando do Instituto destaca o comprometimento dos brasileiros com os animais. “A partir dessa fotografia do começo do ano, continua a certeza de que os brasileiros, mesmo em dificuldades, não deixam de cuidar de seus pets, que são parte da família", afirmou.

Fonte: Instituto Pet Brasil, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.