Assine

Veterinária ensina como conduzir um programa de perda de peso em cães

Primeiro passo é saber identificar se o cão está ou não com excesso de peso

Cães com excesso de peso são um problema crescente, mesmo para os tutores de animais de estimação mais atentos e, com isso, vem uma série de preocupações. Assim como ocorre com as pessoas, o cão com excesso de peso, muitas vezes, enfrenta inúmeros problemas de saúde ou a exacerbação de doenças já existentes. 

De acordo com a supervisora de Assuntos Veterinários da Hill’s Pet Nutrition, Brana Bonder, embora seja recomendada a prevenção do ganho de peso, nunca é tarde demais para iniciar um programa de perda de peso em um cão com sobrepeso/obesidade. “Saber como ajudar o pet a perder peso é tão importante quanto reconhecer que isso precisa ser feito”, assegura. 

Segundo ela, acredita-se que a causa número um de cães com excesso de peso seja o fornecimento de alimento em excesso e a falta de exercícios. Algumas raças também são mais propensas ao ganho de peso, como golden retrievers, buldogues e cocker spaniels. Enquanto alguns podem pensar que um cão rechonchudo é bonitinho, o peso extra causa estresse nos ossos e nas articulações e aumenta a resistência insulínica, doenças cardíacas, pressão alta e câncer, como alerta a National Canine Cancer Foundation. “Além disso, você pode achar que o cão está menos tolerante ao calor ou tem dificuldade para respirar. Estas são apenas algumas das consequências comuns relacionadas ao excesso de peso”, insere Brana. 

Felizmente, há uma variedade de opções disponíveis para ajudar o cão com excesso de peso, como apontado pela profissional. “É importante lembrar que essas são mudanças de estilo de vida que é preciso fazer, assim como os ajustes que faríamos para alcançar um peso mais saudável”, argumenta. 

Assim, ela defende que estes cães devem ter uma rotina de exercícios físicos que, além de ajudar na manutenção do peso, fazem bem para a saúde mental. As refeições destes pets devem ser programadas, porque se deixar o cão comer o dia inteiro, o tutor não sabe o quanto ele está consumindo e, possivelmente, é demais. 

Outra orientação da profissional é orientar todos os moradores da casa sobre não oferecer alimentos extras ao animal. “O engajamento da família é fundamental, caso contrário, a perda de peso não será efetiva”, afirma Brana. Além disso, o acompanhamento do veterinário é essencial para que seja avaliada a condição corporal, peso corporal e condição muscular do pet. 

Por fim, a dica de Brana é se manter forte, já que, para alguns proprietários, pode ser difícil colocar seus pets em um programa de perda de peso. “Existem outras formas de demonstrar amor, além de fornecer o alimento. O momento do exercício, na verdade, te proporciona uma interação a mais com o animal. Então, será importante para perder peso, mas também será bom para o relacionamento tutor e animal”, finaliza. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.