Assine

Veterinários comentam a importância do voluntariado

Oferecer cuidado a quem necessita é parte da missão dos que trabalham “sem recompensa"

Muitas pessoas se doam por outros seres. Assim é com os médicos-veterinários que se voluntariam para ajudar animais de projetos que necessitam. E eles deixam claro: isso não faz bem só a quem recebe: acrescenta muito a eles também. 

A médica-veterinária, sócia-proprietária da Green Pet Veterinária, especializada em Medicina de Animais Silvestres e Exóticos, Soraya Kezam Málaga, conta que, ao ingressar na faculdade, teve a oportunidade de estagiar em entidades de proteção animal e se sensibilizou com o abandono massivo de cães e gatos, que foi o impulso para, mais tarde, se dedicar ao voluntariado. “Logo no início da graduação, visitei o Rancho dos Gnomos, que oferecia curso de educação ambiental e abrigava muitas espécies silvestres e selvagens, vítimas de maus tratos. A falta de interesse e pouco conhecimento das pessoas pelos animais silvestres me motivaram a estudar e prestar o atendimento a essas espécies na clínica, que existe há 25 anos”. 

Segundo ela, o trabalho de conscientização é longo e constante e observa-se uma grande carência de informações aliado a crenças e hábitos adquiridos na criação destes animais. “O número de animais que chegavam com transtornos de comportamento, malnutridos e sequelados era grande, na busca de reabilitá-los e oferecer melhores condições, surgiram as parcerias”, diz Soraya. 

Para a médica-veterinária, especializada em Medicina de Felinos, Carla Spechoto Mariano, sócia de Soraya, na Green Pet, o maior obstáculo é conciliar as agendas pessoal, profissional e a do voluntariado. “Na área da Medicina Veterinária lidamos com situações que requerem atendimentos urgentes ou emergenciais. Mesmo que o trabalho voluntário não seja obrigatório, criamos vínculos com os pacientes e, sendo assim, acabamos por sacrificar o tempo livre com a família, o tempo reservado para o lazer ou até mesmo nos ausentamos durante o expediente de trabalho em situações pontuais”, comenta. 

Leia aqui o texto completo.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.