Assine

Vetnil produz 2 mil toneladas de medicamentos por mês

Mercado pet, hoje, corresponde à metade das vendas da companhia

Para garantir a prevenção de doenças e o desempenho dos animais, a Vetnil (Louveira/SP), produz, mensalmente, duas mil toneladas de medicamentos e suplementos. 

Nos últimos dez anos, a empresária Vera Godoy Ribeiro e sua família, donos da empresa, viram os negócios avançarem a galope. “A empresa quintuplicou de tamanho. Neste ano, começamos bem, mas tivemos uma pequena retração no segundo semestre, devido à insegurança gerada pelas incertezas do cenário político. Ainda assim, esperamos crescer”, diz Vera, que calcula uma média de crescimento na ordem de 20% anuais na última década. 

A empresa faturou R$ 95,0 milhões em 2017, alta de 10% em relação ao ano anterior. A expectativa, para este ano, é um pouco menor: 8%, graças às atuais dificuldades econômicas e políticas do Brasil. “O mercado de saúde animal sentiu menos do que outros setores a crise que o País vem enfrentando, mas seu crescimento, apesar de estar acima do PIB, também foi comprometido”, observa. 

Em 2017, contudo, a Ventil comprou uma nova área em Louveira. O plano é ampliar a capacidade produtiva da companhia e transferir as operações instaladas em Itupeva (SP), onde está sua segunda fábrica, para as imediações da sede. Mas Vera prefere não detalhar o projeto, por enquanto, pois ainda está em fase de planejamento. 

Mercado de saúde animal. Quatro anos após sua fundação, a empresa passou a atuar no mercado pet, que hoje corresponde à metade das vendas. “O mercado de saúde animal no Brasil apresentou um grande desenvolvimento nas duas últimas décadas”, conta Vera. 

Segundo ela, o portfólio de produtos atualmente disponíveis para animais domésticos e cavalos criados em haras garante não somente as necessidades dos quadrúpedes, mas também a dos veterinários. “Antigamente, os tutores de cães, gatos e equinos tinham que recorrer a produtos indicados para humanos, que não tinham apresentações, concentrações e testes que assegurassem sua eficácia nos animais”, lembra. 

Fonte: Globo Rural, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.