Assine

Novas abordagens da Eletroquimioteria trazem sequelas mínimas aos pets

Cirurgias oncológicas são beneficiadas com novos procedimentos

O câncer se apresenta como um conjunto de mais de 100 doenças que possuem, como semelhança, o crescimento desordenado de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo. A busca pelo melhor tratamento, combate e prevenção da doença é constante, muitos estudos são realizados e novos métodos são descobertos todos os dias, inclusive na Eletroquimioterapia. 

Especializado na área da Oncologia, o médico-veterinário, sócio proprietário e diretor geral do Vet Câncer Oncologia e Patologia Animal (São Paulo/SP), Marcelo Monte Mor Rangel, compartilha as novas abordagens da técnica na cirurgia oncológica. Eletroquimioterapia, de acordo com ele, é uma técnica de controle local de neoplasias, onde se associa à aplicação de campos elétricos específicos à fármacos de baixa permeabilidade às membranas citoplasmáticas. Rangel explica que o critério básico de avaliação do uso da terapia é quando o câncer se encontra localizado. 

Rangel compartilha os benefícios das novas abordagens de aplicação da técnica na cirurgia oncológica. “Nós, do Vet Câncer, há quase dez anos, vimos a associação da eletroquimioterapia com a cirurgia conservativa como uma abordagem que poderia ser tão eficiente quanto a cirurgia radical, porém, menos mutilante. Esse novo conceito, além de ser mais aceitável por parte dos tutores, por ser menos invasivo, em regiões de difícil planejamento cirúrgico (cavidade oral, cabeça, pescoço, região perianal, extremidades, etc), pode fazer toda a diferença para o paciente em relação a um controle efetivo da doença preservando a qualidade de vida”, frisa. 

Na edição de abril da C&G VF, você pode ler a reportagem completa. Acesse aqui

menosinvasivo
Para ler a reportagem na íntegra, acesse revistacaesegatos.com.br e
confira a edição nº 224 (Foto: C&G VF)

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.