Assine

Novos conselheiros do CFMV tomam posse para o triênio 2017-2020

Gestão será presidida por Francisco Cavalcanti de Almeida

Conselheiros efetivos e suplentes do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV, Brasília/DF) tomaram posse para o triênio 2017-2020 em solenidade da última sexta-feira (15). A gestão teve início no dia 17 de dezembro deste ano e termina em 16 de dezembro de 2020, com a gestão do presidente Francisco Cavalcanti de Almeida, vice-presidente Luiz Carlos Barboza Tavares, secretário-geral Nivaldo da Silva e tesoureiro Hélio Blume.

Compõem o grupo dos novos conselheiros efetivos Cícero Araújo Pitombo; João Alves do Nascimento Júnior; Wendell José de Lima Melo; Therezinha Bernardes Porto; José Arthur de Abreu Martins; e Francisco Atualpa Soares Júnior. Os novos conselheiros suplentes são Wanderson Alves Ferreira; Fábio Holder de Morais Holanda Cavalcanti; Paula Gomes Rodrigues; Nestor Werner; Antonio Guilherme Machado de Castro; e Irineu Machado Benevides Filho.

O presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda, fez um agradecimento à atual diretoria, aos conselheiros e integrantes de comissões da atual gestão.  Arruda destacou a importância de um trabalho de planejamento contínuo dentro do Sistema CFMV/CRMVs e citou três dos principais projetos realizados durante a gestão, como o Estratégias de Ensino-aprendizagem. “Levamos para dentro das instituições a prática do humanismo, tão necessário no mundo de hoje, que foi abraçado com responsabilidade por várias delas indo além da Medicina Veterinária”.

Arruda também ressaltou o lançamento do Seres – Banco de Conhecimento da Medicina Veterinária e Zootecnia e a Acreditação dos Cursos de Graduação em Medicina Veterinária.

CFMV-divulgacao

Diretoria e Conselheiros do CFMV gestão 2017/2020 durante solenidade (Foto: divulgação)

Unificação. “O Sistema é de todos”. Com essa frase Francisco Cavalcanti de Almeida deu início a seu discurso na cerimônia e defendeu a promoção de uma única voz entre o Sistema CFMV/CRMVs. “Vamos trabalhar com a visão da unificação do Sistema com força política e abrangência suficiente para conectar os profissionais, estudantes e cidadãos em todos os lugares e a todo o tempo. Nosso objetivo é promover a Saúde Única e o bem-estar dos animais, dos seres humanos e a sustentabilidade do meio ambiente em prol da valorização das classes”, destacou.

Cavalcanti citou outros temas que pretende debater com afinco durante a gestão em câmaras nacionais de presidentes, como o avanço da criação de cursos de Medicina Veterinária, a formação de técnicos veterinários, as estratégias voltadas ao controle populacional de cães e gatos de forma desordenada e sem qualificação, além do progresso na formulação de leis a nível estadual e municipal.

Almeida destacou ainda o foco em avanços na comunicação durante a próximo gestão, com maior criatividade, inovação e transparência, por meio de competências estratégicas. “Normatizar e fiscalizar, orientar o profissional, promover a organização das classes diretamente ou por intermédio dos CRMVs. Este sempre será nosso Norte, mas necessitamos de algo mais – nosso DNA precisa estar impregnado, no bom sentido da palavra, de inovação e de uma excelente gestão”, finalizou.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.