Assine

Pets devem receber cuidados especiais durante os dias de calor

Veterinária da Vetnil dá dicas de como proceder nesta época do ano

Os cuidados com os pets durante o verão devem ser redobrados. As glândulas sudoríparas, tanto nos cães quanto nos gatos, desempenham uma importante função na integridade da pele, mas não são relevantes na termorregulação como para os humanos. 

Os cães controlam a temperatura a partir da boca e sua transpiração ocorre por meio do focinho e dos coxins, as almofadinhas das patas. Já os gatos são mais resistentes ao calor porque, além do coxim plantar, também transpiram por outras glândulas espalhadas pelo corpo. A Vetnil (Louveira/SP) alerta os tutores e cuidadores em geral para a importância de ficarem atentos à saúde e ao bem-estar de seus pets. 

gato-agua
Para os gatos, é importante deixar fontes de água e
oferecer ração úmida (Foto: reprodução)

Atenção maior para os cães das raças braquicefálicas, como os Bulldogs, Pugs, Boxers, Shitsus e Lhasas Apso e, no caso dos gatos, os Persas. Estas sofrem mais com as altas temperaturas pelas suas características anatômicas que não permitem troca de ar eficiente com o ambiente. Para a médica-veterinária da Vetnil, Fernanda Cioffetti Marques, algumas precauções simples podem evitar grandes problemas, como oferecer e manter água fresca para o consumo do animal, inclusive espalhando vasilhas pela casa. 

Nos dias mais quentes, é recomendado colocar algumas pedras de gelo no recipiente para ajudar a manter a temperatura da água agradável. “No caso dos gatos, eles normalmente bebem menos água e são mais propensos a problemas nos rins. Por isso, no verão é preciso incentivar o maior consumo de líquidos. Como alternativa, use fontes próprias para gatos, que adoram água corrente. Outra sugestão, é oferecer ração úmida”, explica. 

É necessário também que os tutores fiquem atentos aos sinais que seu pet emite. “Se ele demonstrar muito cansaço e sua língua estiver constantemente à mostra, procure uma sombra e deixe-o descansar por alguns minutos. Leve uma garrafa de água para o passeio, no caso dos cães, para manter a hidratação do seu corpo”, complementa.  

É importante, também, que, durante todo o verão, o pelo do pet esteja sempre curto, principalmente, na região da barriga. Os banhos nos cães, pelo menos uma vez por semana, também são importantes aliados para refrescar e diminuir a temperatura corporal. “Recomendo a utilização de produtos próprios para a pele do pet e a secagem completa, evitando dermatites”, menciona. Outra recomendação da profissional é o uso de protetor solar específico para pets para protegê-los contra problemas de pele. “Este procedimento é indicado, principalmente, para cães e gatos de cor clara, que sofrem mais com a incidência dos raios solares. O filtro deve ser aplicado em regiões sem pelos, como focinho e orelhas, em média a cada duas horas ou menos, em caso de contato com água”, finaliza Fernanda.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.