Assine

Royal Canin lança “Meu Pet no peso” para auxiliar cães e gatos

Ação é para conscientizar tutores sobre a importância do controle de peso

Obesidade é um problema global de saúde pública e no Brasil não é diferente. A afirmação tem como base dados do Ministério da Saúde (MS, Brasília/DF) que apontam um aumento da obesidade na população em 60% nos últimos 10 anos. Uma em cada cinco pessoas no País está acima do peso e especialistas atribuem fatores como mudanças no estilo de vida, sedentarismo, dieta irregular e stress como principais responsáveis.  

Esse problema não atinge apenas os humanos, mas, também, seus pets. Por isso, a Royal Canin (Descalvado/SP) lança, no Dia Internacional da Prevenção à Obesidade (10/10), a campanha “Meu Pet no Peso”. 

obesogato
Obesidade em cães e gatos tende a acompanhar o
mesmo quadro de seus tutores (Foto: reprodução)

A ação visa a conscientização sobre o a importância do controle de peso dos animais de estimação e é realizada em parceria com a Associação Brasileira de Endocrinologia Veterinária (ABEV, São Paulo/SP). “A obesidade em cães e gatos é uma doença de ampla importância e com prevalência cada vez maior. O excesso de peso nos pets representa grande fator de risco para outras doenças, principalmente, as metabólicas. Estudos demonstram que pets com o peso ideal apresentam maior qualidade e expectativa de vida. Por isso, entendemos que a prevenção do ganho de peso, assim como a existência de protocolos efetivos para controle de peso, é fundamental para que a vida do pet e seu tutor seja saudável e feliz”, afirma a coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin, Larissa Lima. 

No mundo, aproximadamente 59% dos cães e 52% dos gatos estão acima do peso. Segundo a médica-veterinária e presidente da ABEV, Dra. Viviani De Marco, no Brasil o cenário não é diferente: “Uma causa importante é o fato de que tutores tendem a subestimar a condição corporal dos seus pets, principalmente quando o gato ou o cão se encontra com excesso de peso”, comenta a especialista. Um estudo realizado em clínicas e hospitais veterinários na Inglaterra identificou que 66% dos tutores não reconheciam a obesidade e sobrepeso quando presentes no gato e cão.  

Outro estudo desenvolvido na Europa, apontou que a obesidade em gatos e cães tende a acompanhar o mesmo quadro de seus tutores. De acordo com o levantamento, cerca de 70% dos tutores de pets com excesso de peso também se apresentam com índice de massa corporal (IMC) característico de sobrepeso e obesidade. Fatores, como o sedentarismo dos tutores e a verticalização das grandes cidades, com consequente diminuição do espaço doméstico, contribuem para criar um ambiente favorável ao ganho de peso nos animais. 

A especialista ainda afirma que a enfermidade pode ser classificada em nove fases: 

  1. A obesidade é resultado do desequilíbrio entre o consumo e o gasto energético do pet; 
  1. A obesidade pode reduzir o tempo de vida médio do gato ou cão; 
  1. A utilização de medidas caseiras (como copos ou xícaras) pode exceder a quantidade de alimento fornecido ao gato ou cão em até 80%; 
  1. A maioria dos tutores não reconhece quando seus pets estão sobrepesos e obesos; 
  1. Cerca de 54% dos tutores de cães e gatos cedem aos apelos dos pets e oferecem mais alimento quando eles “pedem”; 
  1. Animais idosos e de meia idade estão mais predispostos ao ganho de peso; 
  1. O cuidado com a nutrição deve começar cedo: a alimentação durante o primeiro ano de vida influencia a condição corporal do animal quando adulto. Filhotes de gatos e cães acima do peso apresentam maior risco de se tornarem adultos obesos ou com sobrepeso; 
  1. Está alimentando seu pet fora da dieta prescrita? Vale saber que um pequeno pedaço de queijo (60g) possui em média 240 kcal, excedendo as calorias que um cão pequeno da raça Yorkshire precisaria consumir ao longo do dia todo. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.