Assine

Síndrome da disfunção cognitiva em pets pode estar relacionada à genética

Situação deve ser acompanhada por veterinário especializado em Neurologia

A Síndrome da Disfunção Cognitiva se manifesta em cães e gatos de forma lenta e sutil, perceptível apenas aos tutores mais atentos. Essa realidade inspirou um estudo da Universidade de Edimburgo, na Escócia. O material aponta que, aproximadamente, 27% dos cães, entre 11 e 12 anos, apresenta sinais de disfunção cognitiva, sendo que esse valor sobe para 67% em animais entre 15 e 16 anos. Já em gatos, 50% dos animais com mais de 15 anos apresenta alterações comportamentais compatíveis com a síndrome. 

A pesquisa sugere que os verdadeiros culpados por este problema nos pets são os tutores. Porém, a Revista Cães&Gatos VET FOOD procurou trazer este dilema para a realidade brasileira e, em entrevista com a médica-veterinária especializada em atendimento neurológico, Roberta Figueiredo, descobrimos outro viés para a demência em animais de companhia: a genética. 

Leia a reportagem completa na edição desse mês. Acesse aqui.

trin
Confira a reportagem na edição nº 211 da C&G VF, em revistacaesegatos.com.br

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.