Assine

Tratamento de otite em pets exige produtos práticos e eficazes

Osurnia, da Elanco, visa oferecer maior qualidade de vida aos animais e tutores

bannerosurnia

Cláudia Guimarães, da redação

claudia@ciasullieditores.com.br

otitecao
Enfermidade gera incômodo e coceiras nos animais, além da
possibilidade de causar feridas em suas orelhas (Foto: reprodução)

Destacada como uma das doenças mais comuns em cães no Brasil, a otite é causada por uma inflamação no canal auditivo que, geralmente, é originada pelo acúmulo de umidade na orelha, o que facilita o desenvolvimento de bactérias e fungos.

A enfermidade gera incômodo e coceiras nos animais, além da possibilidade de causar feridas em suas orelhas e, em casos extremos, levar à perda da audição. Apesar de sua relevância e de existirem inúmeros medicamentos registrados para o combate da otite, o principal problema ainda é a dificuldade no tratamento. De acordo com a consultora Técnica da Elanco Saúde Animal (São Paulo/SP), Bruna Tadini, os produtos convencionais existentes no mercado exigem mais de uma aplicação, que são realizadas em casa, pelos tutores, e requerem disciplina na administração.

Essa rotina de tratamento doméstico causa estresse tanto para os pets quanto para os proprietários, que, por conta do grande número de aplicações, acabam, muitas vezes, desistindo da terapia, o que agrava o quadro da doença. Buscando facilitar a vida dos tutores e de seus animais, a Elanco lançou, em 2018, o Osurnia: um produto capaz de tratar a otite com apenas duas aplicações realizadas na clínica, pelo médico-veterinário.

Bruna revela que o medicamento vem ganhando cada vez mais espaço nos consultório de todo o Brasil, coisa que já acontecia no resto do mundo, por conta de sua praticidade e das taxas expressivas de sucesso na cura da doença. “Trata-se de um produto revolucionário para o tratamento de otite. Por ser oferecido em formato de gel, ele se adequa ao conduto auditivo do animal e persiste por, pelo menos, 35 dias após a administração”, conta.

osurnia
Osurnia é capaz de tratar a otite com apenas duas aplicações
realizadas na clínica, pelo veterinário (Foto: divulgação)

Estudando sua funcionalidade. A eficácia do produto foi analisada por meio de um estudo que seguiu o padrão das pesquisas realizadas na Europa, onde os medicamentos veterinários são testados em três ou mais países. No Brasil, devido às suas dimensões continentais, optou-se, segundo a consultora, por executar a avaliação nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, que apresentam condições distintas entre si.

A metodologia foi elogiada pela comunidade científica, como mencionado por Bruna, e, em abril, o trabalho será apresentado no Congresso Internacional de Dermatologia Veterinária (EUA). “O fato de este trabalho ser aceito indica como o estudo foi bem elaborado, mostrando a realidade de diversas regiões do Brasil”, afirma.

Os resultados obtidos pelo estudo foram satisfatórios. De acordo com o veterinário e coordenador do trabalho, Ronaldo Lucas, o tratamento à base de Osurnia foi eficaz em todas as regiões do País. “Pelo fato de contar com uma tecnologia diferente de aplicação, o produto mostrou efetividade em mais de 90% dos casos”, garante.

Aceitação de tutores e profissionais. O medicamento foi bem avaliado, também, pelos proprietários de pets. No total, 93% deles consideraram o tratamento da otite com Osurnia melhor que os realizados anteriormente, com outros produtos. “Essa satisfação está diretamente ligada à praticidade da terapia. Uma pesquisa realizada em 2016, no Reino Unido, aponta que 45% dos tutores consideram os tratamentos domésticos para otite estressantes e que 43% dos animais se escondiam no momento em que percebiam que iriam receber a aplicação”, menciona.

O presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária (SBDV, São Paulo/SP), Luiz Eduardo Lucarts, que também participou da avaliação do produto, do mesmo modo, elogiou sua eficácia. Segundo ele, trata-se de uma tecnologia que traz benefícios aos proprietários, já que a aplicação é realizada, exclusivamente, pelo veterinário, o que garante a qualidade do tratamento. “Tratar a otite é uma tarefa muito difícil. Se o tutor não conseguir aplicar a medicação na primeira, nem na segunda tentativa, ele acaba desistindo. Já com Osurnia, ele não precisa fazer nada em casa. O medicamento é eficaz e oferece uma praticidade como nenhum outro”, conclui.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.