Assine

Tutores devem estar atentos às infecções de pele e ouvido nos cães

Veterinária orienta quanto aos cuidados e tratamentos ideais para os pets

Assim como os seres humanos, os cachorros são suscetíveis a uma variedade de infecções bacterianas e os cuidados devem ser redobrados no período de tratamento do pet. As doenças dermatológicas, por exemplo, costumam ser o principal motivo de visitas dos cães ao veterinário. 

As causas são variadas e, normalmente, requerem longos tratamentos até a cura. A saúde da pele e da pelagem do animal de companhia pode ser afetada por diferentes enfermidades, como as dermatites alérgicas (causadas pela picada de pulgas e carrapatos), dermatites parasitárias (causada por ácaros) e as infecciosas (causadas por bactérias e fungos). 

A gerente Técnica da Linha Pet da Ourofino Saúde Animal (Cravinhos/SP), Andrea Savioli, alerta que, para ter sucesso no tratamento, é importante saber a origem da doença. “É preciso conhecer o histórico, identificar se há alguma enfermidade de base ou concomitante que tenha favorecido a patologia. Portanto, é essencial consultar um médico-veterinário, pois só ele pode identificar e prescrever o tratamento adequado para o pet”, afirma. 

otitecaes
Alguns pets têm mais tendência para desenvolver
otites e produzem mais cerúmen (Foto: reprodução)

Outra fonte de preocupação dos tutores são as inflamações dos ouvidos nos cães, mais conhecidas como otite. Elas podem ser causadas por bactérias, fungos, parasitas, produção excessiva de cera, traumas, presença de algum corpo estranho como água durante o banho, falta de higiene ou a própria conformação auricular. 

Alguns pets têm mais tendência para desenvolver otites e produzem mais cerúmen, de acordo com Andrea. “Os cães de raças Cocker Spaniel, Golden Retriever e Basset Hound, por exemplo, possuem orelhas pendulares, o que dificulta o arejamento, tornando o conduto auditivo quente e úmido, ambiente propício para o desenvolvimento de inflamações”, afirma. 

Tratamento ideal para cada caso. Para tratar o pet adequadamente é muito importante consultar um médico-veterinário. Porém, além de exames clínicos e laboratoriais, o diagnóstico também pode ser realizado com base no histórico do animal, como comenta a profissional. “A Ourofino Saúde Animal tem produtos específicos para a prevenção e tratamento de inflamações do ouvido e da pele dos pets. Para o controle da dermatite alérgica, ocasionada por picadas de ectoparasitas, o NEOPet, produto à base de Fipronil, é indicado para combate de carrapatos e pulgas. A Leevre, coleira ectoparasiticida à base de Deltametrina e Propoxur, auxilia no controle dos parasitas e do vetor da leishmaniose.

Para a dermatite parasitária, não há um procedimento que extermine completamente os ácaros, mas o tratamento adequado terá sucesso na remissão do quadro”, enumera. 

A dermatite bacteriana requer cuidados e atenção dos tutores para o tratamento, como destaca Andrea. Normalmente, são utilizados antibióticos orais e banhos com produtos antissépticos e antibacterianos. Na prevenção das otites, a gerente explica que a limpeza é uma medida muito importante. “As estruturas que compõem os ouvidos dos cães são muito delicadas e, por esta razão, a higiene deve ser feita de maneira cuidadosa. Normalmente, a cada 15 dias. Manter as orelhas limpas e saudáveis previne o surgimento das inflamações e infecções que causam coceira, desconforto e dor”, afirma. 

A Linha Pet, da Ourofino Saúde Animal oferece o Limp & Hidrat em seu portfólio. Uma solução de limpeza otológica formulada com extratos vegetais que proporcionam uma higienização suave e eficiente, ao mesmo tempo em que hidrata a pele do ouvido e com um agradável cheiro de lavanda. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.