Assine

Venco entra no segmento de suplementos com nova linha de Nutracêuticos

Objetivo dos produtos é proporcionar inúmeros benefícios à saúde dos animai

Cláudia Guimarães, da redação

claudia@ciasullieditores.com.br

Com o slogan “Para seu melhor amigo, o melhor”, a Venco Saúde Animal (Londrina/PR) acaba de lançar ao mercado a Linha de Nutracêuticos, que traz seis tipos de suplementos alimentares que prometem atuar de maneira complementar na vitalidade e condições físicas dos animais de companhia. O lançamento ocorreu no dia 19 de outubro, no Hotel Panamby, em Guarulhos (SP).

O médico-veterinário convidado e sócio-diretor, além de Responsável Técnico da Rhobifarma (Hortolância/SP), empresa especializada na fabricação de produtos para outras marcas, Ricardo Lucas, conta que, há alguns anos, foram formulados alguns produtos. Dentre eles, estava essa linha, que aproveita, agora, a oportunidade de se unir à Venco a fim de alavancar e fazer com que esses produtos cresçam como merecem pela qualidade que possuem. “Essa linha foi desenvolvida com base na filosofia de tratamento de doenças por meio da alimentação”, revela.

O profissional explica por que é importante a utilização de suplementos alimentares se os tutores já têm acesso às rações industrializadas: “Primeiro, pensando simplesmente na parte nutricional, sem entrar na questão de suplementos como coadjuvantes no tratamento de doenças, quando estudos mostram que grande parte das rações no Brasil possuem níveis nutricionais inadequados. O País tem uma base muito grande em termos de tonelada de ração, mas a grande quantidade do alimento consumido é de qualidade intermediária ou baixa. Os alimentos super premium e coadjuvantes não chegam a 8% das vendas”, aponta.

palestra ricardo
Profissional revela que os alimentos super
premium e coadjuvantes não chegam a 8% das
vendas no Brasil (Foto: C&G VF)

Ainda existem, segundo Lucas, produtos inadequados que apresentam ineficiência por uma série de motivos. O principal deles é o custo, além de conhecimento. “Para fazer um produto mais barato e que dê a sensação de saciedade para o animal, é preciso enriquecer esse alimento com fibras. Então, o pet come bastante e o tutor acredita que ele gosta da ração, mas, na verdade, pode ser porque ela não tenha densidade energética suficiente para o animal se manter”, esclarece. Além disso, há matérias-primas que o pet não consegue aproveitar em sua totalidade e perda de nutrientes durante o processamento e estocagem. “Todos esses fatores contribuem para justificar a utilização de suplementos alimentares, paralelamente ao consumo de rações”, salienta.

O que se busca, então, de acordo com Lucas, é uma ingestão adequada de vários nutrientes. Mas, também, é necessário ficar atento ao excesso de alguns elementos. “Certos suplementos disponíveis no mercado possuem, por exemplo, cálcio e fósforo, que podem ser tóxicos pra cães e gatos. Isso porque eles têm a mesma formulação há 40 anos. Antigamente, a alimentação de pets era diferente, com resto de alimento caseiro, aí sim era preciso suplementar com cálcio e fósforo. Hoje, as rações industrializadas já possuem esses nutrientes no nível adequado e, caso seja inserido mais, pode levar o animal à toxicidade”, frisa. O conceito dessa linha, segundo ele, leva esse conceito em consideração. “Evitamos os excessos nocivos para a saúde dos animais”, adiciona.

O sócio-diretor relata que a empresa se concentrou nos nutrientes-chaves, aqueles que têm relação com a função desejada. “Concentramos os produtos naquele nutriente que, realmente, me oferece o desempenho que preciso e tiramos o que estava ali apenas de enfeite, sem agregar em nada na saúde do animal”.

nutraceuticos
Produtos possuem alta concentração de componentes
que bioativos que irão favorecer a saúde
dos animais (Foto: C&G VF)

A palatabilidade dos suplementos também foi uma questão bastante pensada no momento de desenvolvimento dos produtos, tanto nos líquidos, como nos comprimidos, a fim de facilitar a administração realizada pelo tutor. A linha engloba o Condrosense, condroprotetor desenvolvido para regeneração articular e para condroproteção, o Ômega Duo, desenvolvido para o embelezamento de pele e pelos e tratamento de seborreia, o Glicosense, um energético para estimular o apetite, o Hemosense, para melhorar a oxigenação do sangue de animais anêmicos, o Nutrivita Tabs, um poli vitamínico palatável, e o Antiox, um energético e antioxidante a base de vitamina C e de zinco. “Existem outros produtos importantes para essa categoria e, eventualmente, vamos apresentar ao mercado. Esse é o início de uma parceria produtiva que vai trazer muitas alegrias para todos nós”, comemora Lucas.

Bem-vinda à Venco. O gerente de Negócios Brasil da Venco, Luis Eduardo dos Santos Ferraz, revela que o que despertou o interesse pela linha é que ela é bem definida. “É quase que intuitiva a utilização dos produtos e acredito que será muito útil para os veterinários e proprietários. Teremos facilidade de indicação”, assegura.

Segundo Ferraz, a empresa avaliou bastante antes de entrar neste mercado, pois foca em biológico e terapêutico, que possui um nível de exigência mais alto. “Sempre nos questionamos se valeria ou não a pena entrar nesse segmento de suplemento. A decisão aconteceu porque encontramos uma linha que apresenta qualidade e diferenciais, além disso, acreditamos que terá uma boa aceitação no mercado. Estamos oferecendo produtos de qualidade e isso vai ajudar a consolidar a nossa presença no setor”, presume.

Os elementos visam auxiliar o animal no momento em que ele tenha algum tipo de restrição alimentar ou deficiência nutricional, como comenta o gerente, e o grande diferencial da linha é ter alta concentração de componentes que são bioativos e que, realmente, trarão efeito positivo para o pet. “Isso nos dá a segurança de estarmos lançando essa nova linha”. Para chamar mais atenção aos produtos, Ferraz declara que a Venco teve uma preocupação com o que a embalagem viesse a transmitir para o consumidor. “Assim, chegamos ao conceito de utilizar uma embalagem séria e limpa, porém bonita. Viemos para ganhar e não só para competir”, atesta.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.