Assine

Veterinária frisa a importância do bem-estar dos animais

Profissionais devem repensar seu papel como agentes transformadores

A Medicina Veterinária evoluiu nas últimas décadas e, atualmente, há, ao alcance da sociedade, inúmeras especialidades e recursos tecnológicos para melhores diagnósticos e terapêuticas, além de novas técnicas introduzidas com o intuito de melhorar o bem-estar dos animais. Ainda assim, com toda evolução científica e tecnológica, a vida de inúmeros animais está em risco em meio à negligência, ao abandono, aos maus-tratos e ao sofrimento. 

medicoveterinario
Representante do CRMV-SP afirma ser essencial relembrar
daquilo que impulsionou as pessoas a seguirem a
Medicina Veterinária (Foto: reprodução)

A médica-veterinária Membro da Comissão Bem-estar Animal, do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP, São Paulo/SP), Rosangela Ribeiro Gebara, afirma que, mais que nunca, sabe-se que é possível mudar esta realidade e que os veterinários desempenham um importante papel na melhoria da vida dos animais, cuidando para garantir o seu bem-estar físico e psicológico, além de promover uma convivência harmoniosa entre as diferentes espécies, os seres humanos e o meio ambiente. 

“Nós, médicos-veterinários, devemos atuar de forma conjunta a outras categorias, de forma preventiva e estratégica para garantir a tão sonhada Saúde Única. Devemos influenciar tutores a adquirirem seus animais de forma ética e exercerem a guarda responsável. Podemos ser protagonistas para que as melhores técnicas de manejo sejam colocadas em prática e, além disso, incentivar legisladores e gestores governamentais em políticas públicas”, declara. 

Em sua visão, em um País onde existem mais de 52 milhões de cães domiciliados, um mercado pet que movimenta 19 bilhões de reais por ano, mais de 38 milhões de animais silvestres traficados e onde se matam centenas de primatas por medo e ignorância, cada médico-veterinário tem papel fundamental. 

Rosangela faz questão de destacar estes pontos antes mesmo do Dia Nacional dos Animais, comemorado em 14 de março, já que acredita que é essencial relembrar daquilo que impulsionou as pessoas a seguirem a Medicina Veterinária. “Devemos repensar nosso papel como agentes transformadores, como educadores e influenciadores, a fim de garantir que os animais, nossos pacientes, tenham uma vida melhor e que a convivência com eles seja harmônica, ética e sustentável”, finaliza. 

Fonte: CRMV-SP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.