Assine

Veterinária quebra mito de que animais abandonados podem trazer doenças

Existem mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil

A adoção é um ato de amor e também a garantia de um companheiro fiel e disposto a viver ao seu lado a vida toda. A veterinária da Hercosul Alimentos, Laís Alarça, dá algumas dicas para quem deseja adotar. 

São cerca de 30 milhões de animais em situação de abandono no Brasil. A Organização Mundial da Saúde estima que entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães vivem pelas ruas das cidades do País. 

cao abandonado
Especialista recomenda que seja feita uma visita ao veterinário
ao levar um pet novo para a casa (Foto: reprodução)

Para a médica-veterinária da Hercosul Alimentos (Ivoti/RS), Laís Alarça, a situação é grave, mas a conscientização é um passo importante para solucionar o problema. “Há muitas pessoas procurando um animal e muitos animais precisando de alguém, mas ainda há um tabu em torno da adoção no Brasil e é isso que precisamos vencer em um primeiro momento. Há muitas formas de adotar um pet e nenhum risco para a saúde de quem faz isso”, revela. 

Laís se refere ao mito de que todos os animais abandonados podem trazer doenças, o que não é verdade. “Muitos podem sim estar com algum problema de saúde, mas grande parte deles só precisa de acompanhamento veterinário, uma alimentação de qualidade, carinho e um lugar quente para dormir”, frisa. 

O primeiro passo para adotar um animal é buscar uma organização de proteção na cidade. Os abrigos têm centenas de animais disponíveis e sedentos por uma casa nova. Antes de levar para casa, a especialista recomenda que seja feita uma visita ao veterinário. O mesmo acontece se o animal for retirado da rua. “É importante que esse animal seja examinado para que a experiência - tanto dele como do tutor - seja positiva. O veterinário vai avaliar as condições”, salienta.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.