Assine

Veterinário explica sintomas da inflamação gastrointestinal

Alimentação dos cães é uma questão importante durante a recuperação

A inflamação gastrointestinal em cães também é conhecida como gastroenterite canina e pode ser desencadeada por infecções, alimentação inadequada com alimentos mal conservados, água contaminada, plantas tóxicas e contato com outros animais doentes. 

Trata-se de um problema que atinge as mucosas intestinais e estomacais, causando incômodo e dor ao cão. “A gastroenterite não é uma doença grave, mas deve ser tratada para evitar que o quadro se agrave e leve a complicações. Para o diagnóstico, é fundamental ir ao veterinário, que fará exames clínicos e laboratoriais no animal para, então, indicar os cuidados necessários para a sua recuperação”, orienta o médico-veterinário da Equilíbrio e gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado. 

É importante, segundo o profissional, observar o comportamento do cão para notar algum indício de que há algo fora do normal. Os sintomas mais comuns desse distúrbio gastrointestinal são: vômitos frequentes, dor abdominal, diarreia, apatia e o animal não quer comer nem beber água. 

gastro
Os sintomas mais comuns desse distúrbio gastrointestinal são:
vômitos frequentes, dor abdominal, diarreia e outros (Foto: reprodução)

Um dos cuidados importantes para evitar a inflamação no intestino e no estômago, segundo o especialista, é controlar a alimentação. “Não permita que o cão tenha acesso a outros alimentos sem ser ração própria para eles. O sistema digestivo dos cães precisa contar com alimentos especificamente preparados. Assim, pode-se garantir que terão todas as suas necessidades nutricionais atendidas sem nenhum tipo de agressão ao seu organismo”, explica. 

A alimentação dos cães também é uma questão importante durante a recuperação da doença. Em geral, quando o problema é diagnosticado, recomenda-se uma restrição alimentar com o objetivo de aliviar a inflamação e não sobrecarregar o sistema digestivo. “Para que essa recuperação aconteça sem que o cão deixe de se alimentar, existe como opção a ração Equilíbrio Veterinary Intestinal que é desenvolvida com proteína vegetal hidrolisada - um ingrediente de alta digestibilidade. Além disso, essa ração para cães é enriquecida com FOS e MOS, prebióticos que ajudam a recuperar e manter a saúde intestinal”, indica Machado, que ressalta que a alimentação dos cães com essa ração deve ser feita conforme a recomendação de um veterinário, sempre respeitando o período de tratamento e as porções adequadas.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.