Assine

Veterinários ressaltam pontos negativos que perseguem a profissão

Profissionais fazem ressalvas antes de indicar a graduação para conhecidos

Muito estresse durante horas a fio por todos os dias de trabalho, angústia, sinais de depressão, pouca valorização, entre outras circunstâncias, foram apontadas em estudo, realizado pela Merck Animal Health (Estados Unidos), que identificou que apenas 41% dos médicos-veterinários recomendam a profissão a um membro da família ou amigo. O maior motivo? O futuro incerto dentro do setor. 

“É uma das profissões mais lindas e a mais desvalorizada”, declara a veterinária Simone Gonçalves da Silva. Na visão do médico-veterinário responsável técnico da Clínica Veterinária Exotic Pets (São Paulo/SP), Alessandro Ferraz Abdo Bijjeni, a profissão é complicada em diversos aspectos, tornando-se “pesada’’ em variadas ocasiões. “Sem desmerecer qualquer área de atuação deste profissional, como a de pesquisa, comercial e algumas outras, talvez, não haja tamanho peso, mas pensando na atuação clínica, aí, sim, entramos na questão mais complicada. O que mais pesa é ter a responsabilidade pela vida de um terceiro, sendo esta, parte da família”, considera 

Sentir que o trabalho não é reconhecido ou valorizado e que não está atuando na área que gostaria ou que não está alcançando o que deseja são alguns dos indícios de frustração profissional, de acordo com a psicóloga Karla Kratschmer. “Varia de pessoa para pessoa e de profissão para profissão. Na Medicina Veterinária há, também, os lutos diários, que não devem ser ignorados, e a forma com a qual a própria pessoa irá enxergar e reconhecer o seu trabalho. Isso contribui bastante”, diz. 

Leia a reportagem completa na edição de abril da C&G VF e fique alerta aos sinais identificados em seus colegas.

zoomdor
Matéria pode ser lida na edição nº 224 da C&G VF, em revistacaesegatos.com.br (Foto: C&G VF)

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.