in

ABINPET DEFENDE QUE ALIMENTAÇÃO BALANCEADA É FUNDAMENTAL PARA A SAÚDE DOS PETS

Qualidade dos alimentos influencia na longevidade dos animais de estimação

Nas últimas duas décadas, é possível observar grande crescimento de informações científicas sobre a importância de uma nutrição de qualidade para a vida dos gatos e cães. Um ponto de preocupação é que muitos tutores ainda não reconhecem esta importância. A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet, São Paulo/SP) reforça os benefícios de um alimento completo para os pets, o caso da ração industrializada.

Este tipo de alimento contém vitaminas, sais minerais, proteínas e outros elementos na proporção correta e balanceada, que garantem uma série de benefícios à vida do animal. O mercado brasileiro de alimentação pet é amplo e tem linhas completas, oferecendo opções que atendem às necessidades básicas e alimentos com níveis nutricionais superiores, por conterem ingredientes funcionais desenvolvidos com a mais alta tecnologia, que proporcionam benefícios maiores para o pet. 

O hábito de oferecer sobra de mesa é prejudicial à saúde dos animais, uma vez que ele não receberá os nutrientes necessários. Arroz, feijão e carne não garantem as quantidades adequadas de vitaminas, minerais e aminoácidos, levando o pet a ter uma deficiência nutricional com graves consequências.

Um pet doente tem maior tendência a ficar desnutrido. Ele geralmente se recusa a comer e suas reservas nutricionais são redirecionadas para necessidades mais urgentes, como o fortalecimento do sistema imunológico e a reparação de tecidos. Além disso, os animais doentes podem ter diarreia. Isso quando não há feridas ou tumores envolvidos, que também levam ao aumento das necessidades calóricas.  

Todos os sistemas e todo o metabolismo funcionam da melhor maneira possível quando o animal recebe um alimento completo e balanceado que atenda a todas as necessidades do organismo, segundo sua idade, tamanho, raça, nível de atividade e estilo de vida. A resposta imune e o sistema de proteção e de autorreparação orgânico são fortemente influenciados pela condição nutricional do animal.

A falta de proteína na alimentação dos animais de estimação causa perda de músculos e, consequentemente, queda da resposta imune, fato este que também acontece quando há deficiência de nutrientes que agem como antioxidantes das células, como por exemplo a vitamina E, principalmente nos pets filhotes e idosos. Já a deficiência de vitamina A faz com que os pets fiquem mais predispostos a infecções. Os minerais também são importantes: a falta de elementos como o zinco, ferro, cobre, magnésio e selênio causam situações como problemas de pele e o enfraquecimento do sistema imunológico. A vantagem de se oferecer um alimento industrializado ao animal é a certeza de que ele receberá nutrientes essenciais à manutenção de sua saúde e bem-estar.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PESQUISADORES DESCOBREM VARIANTE GENÉTICA QUE CAUSA SOBREPESO EM LABRADORES

CRMV-RS RECEBE INDICAÇÕES PARA PRÊMIO DESTAQUE 2016