in

Abinpet e outras entidades se unem em fórum de defesa da produção de proteína animal

ProBrasil tem como objetivo alinhar ações de entidades envolvidas no setor

A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) passa a fazer parte de um grupo de entidades que tem como objetivo articular ações e posicionamentos em prol da cadeia de proteína animal no Brasil. Trata-se do Fórum ProBrasil.

A ideia é fortalecer a atuação dessas indústrias junto ao governo federal, destravando alguns gargalos para o desenvolvimento nacional. O grupo, ainda em dezembro, teve audiência com o presidente da República, e representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Somados, os setores representados no Fórum representam R$ 1 trilhão
(Foto: reprodução)

“Em momentos desafiadores, como este que vivemos agora, o Fórum será crucial para ampliarmos o diálogo. O pet food, cujas proteínas são matéria-prima para produção de alimento completo industrializado, representa quase 80% do faturamento da indústria pet. Fazemos parte de um setor que ao todo deve ultrapassar os R$50 bilhões em 2021. Somos parte do agronegócio”, destaca o presidente-executivo da Abinpet, José Edson Galvão de França.

No entanto, o executivo lembra que o alimento completo para pet sofreu com a alta do custo das matérias-primas, entre 2020 e 2021. “Alguns itens, como farinhas de grãos e de proteínas animais, sofreram aumentos que vão de 50% a até mais de 100%, impactando toda a cadeia produtiva e o bolso do consumidor”, comenta.

Além da Abinpet, que representa um setor que deve movimentar mais de R$ 40 bilhões em faturamento em 2021, fazem parte, também, as entidades Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), Associação Brasileira das Indústrias de Pescados (Abipesca), Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Associação Brasileira de Reciclagem Animal (ABRA), Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações) e União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio). Ao todo, as entidades representam cerca de 1,4 milhão de empregos diretos em 754 indústrias associadas. O faturamento calculado dos sete setores reunidos chega a R$ 1 trilhão.

Exportações

É destaque o crescimento das exportações brasileiras da indústria pet neste ano. A alta foi de 13,5% em relação aos envios de 2020, chegando a US$ 350 milhões, nível próximo àquele de 2015 – um dos melhores anos da última década. Atualmente, o Brasil é um dos dez países que mais exportam pet food no mundo.

O Brasil também representa a 3ª maior produção global de alimentos para animais. Dessa forma, a Abinpet entende que o setor pet é um elo essencial da cadeia produtiva de proteína animal e promove integração entre os insumos da agricultura e os produtos da pecuária.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinária comenta o que muda com nova lei sobre eutanásia em animais saudáveis

Veterinária de Santos (SP) recebe medalha de reconhecimento profissional por atendimento a pets

Sistema CFMV/CRMVs recebe atualização e garante proteção de dados dos profissionais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

executiva

Avert relembra as principais ações e lançamentos da empresa durante ano de 2021

vômito

Vômito crônico e regurgitação podem ser problemas comumente apresentados por felinos