Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Ampara Animal realiza ativações no Lollapalooza

Objetivo foi conscientizar sobre o impacto das redes sociais no tráfico de animais silvestres
Por Equipe Cães&Gatos
foto-ampara
Por Equipe Cães&Gatos
Os visitantes do local foram presenteados com pulseiras coloridas da campanha (Foto: divulgação)

O Instituto Ampara Animal, entidade dedicada à defesa e ao bem-estar dos animais, marcou presença no festival Lollapalooza, realizado nos dias 22, 23 e 24 de março, em São Paulo, com uma estande promovendo a campanha “Alg*ritimo Selvagem”. Durante o evento, a Ampara contribuiu com uma série de atividades educativas e interativas com o objetivo de sensibilizar os participantes para a proteção dos animais selvagens.

Por meio de exposições informativas e distribuição de material educativo, a organização enfatizou a importância de conscientizar o público sobre o conteúdo nas redes sociais que retratam animais selvagens como animais de caça, destacando também o impacto desse tipo de conteúdo no tráfico de animais. 

O momento proporcionou uma experiência única de interação com o público, incluindo uma ativação envolvendo um túnel iluminado com música, criado para relembrar o momento por meio de fotos. Além disso, os visitantes do local foram presenteados com pulseiras coloridas da campanha e puderam conferir de perto a intervenção artística de Flávia Braun, que pintou um quadro de araras cheio de cor durante o momento.

Os visitantes tiveram também a oportunidade de adquirir os produtos da ‘Ampara Store’, perfeitos para usar em qualquer época do ano e, ainda, apoiar a causa, além de concorrer ao quadro exclusivo da artista Flávia Braun, através da aquisição de rifas durante a ocasião.

Fonte: Instituto Ampara Animal, adaptado pela equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:

CRMV-MG estuda o bem-estar e a saúde mental dos médicos-veterinários mineiros

Escrita do prontuário veterinário, é dever e não escolha do profissional

Veterinários enfrentam dilema ético com cães braquicefálicos, revela pesquisa