Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Banho “low stress” torna momento da tosa menos estressante para os pets

Profissional destaca os benefícios da prática e como os pet shops e tutores precisam estar preparados para esse serviço
Por Equipe Cães&Gatos
banho
Por Equipe Cães&Gatos

Levar os pets para banho e tosa em locais especializados, como pet shops, é um costume muitas vezes mensal, quinzenal ou até mesmo semanal. Embora o processo de banho e tosa pareça simples, os pets podem estar expostos a fatores estressantes, como serem manuseados por estranhos e entrarem em contato com outros cães. As respostas dos cães aos serviços de centro estético são diversas. Alguns conseguem se adaptar positivamente, outros se sensibilizam com os mesmos procedimentos. Neste caso, o chamado “banho low stress” (em tradução direta: banho de baixo estresse) é o mais indicado, proporcionando calma e tranquilidade no momento do banho e da tosa.

O método inovador é voltado para o bem-estar de cães e gatos. Com um atendimento individualizado, se estuda os comportamentos de cada pet, de forma a entender o que causa estresse durante o procedimento de banho e tosa. 

O processo se inicia criando uma relação entre o profissional do centro estético e o pet. Gerar um ambiente calmo e relaxante também é importante nesse momento, como musicoterapia e aromas calmantes, eliminando fatores no ambiente que possam causar estresse. Durante o processo, o profissional estará completamente atento aos sinais comportamentais do pet, respeitando as limitações dele e, se necessário, parando o processo por um tempo, para que ele se sinta confortável nesse momento. Petisquinhos, lambeijos e muito carinho fazem parte desse banho relaxante.

No banho low stress, todas as etapas são realizadas pensando nas individualidades do cão ou gato, minimizando qualquer risco de estresse (Foto: reprodução)

Segundo o diretor-geral do Nouvet, centro veterinário de nível hospitalar em São Paulo, Thiago Teixeira, o método é indicado a todos os animais. Porém, para aqueles que já passaram por momentos traumáticos, mesmo que fora do centro estético, torna-se uma prática essencial. “O comportamento dos cães varia conforme a personalidade de cada um; por isso, é importante conhecer seu pet e respeitar os limites dele. No banho low stress, todas as etapas são realizadas pensando nas individualidades do cão ou gato, minimizando qualquer risco de estresse”, afirma o veterinário. 

O que muitos tutores não sabem é como a rotina de higiene em pet shops ou até mesmo em casa pode influenciar na saúde do cachorro e do gato. Uma rotina estressante impacta negativamente no sistema de defesa do organismo do pet. 

“Os pets tendem a ter uma queda no sistema imunológico quando são submetidos a episódios de estresse contínuo. Estressores podem trazer flutuações na frequência cardíaca, frequência respiratória e aumento da temperatura corporal. O banho e tosa, quando é sinônimo de ansiedade e insegurança para o cão ou gato, pode se tornar uma constante negativa na saúde, podendo causar doenças, vícios ou até salivação excessiva, dependência emocional do tutor, entre outros sintomas”, ressalta Teixeira.

O banho low stress é uma prática que também pode ser desenvolvida em casa, mas sempre com orientação e indicação de profissionais especializados no assunto. Em alguns casos, o pet não se sente confortável em realizar o procedimento em um pet shop, portanto a solução é a capacitação do tutor. “O mais importante é conversar com o seu veterinário sobre as possibilidades para tornar esse momento o mais agradável possível, seja em casa ou na clínica”, finaliza Teixeira. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Inscrições abertas para o primeiro Programa de Voluntários da Proteção Animal Mundial no Brasil

Fique atento aos sinais: como identificar que o cão está ficando cego?

Primavera: algumas plantas são tóxicas para os cães e gatos

Compartilhe este artigo agora no