in

BASF dá dicas de como prevenir e diminuir as visitas indesejadas de escorpiões

De acordo com o dados divulgados pelo Ministério da Saúde, 2020 registrou 149,7 mil acidentes envolvendo esses bichos

O verão para muitas pessoas é sinônimo de alegria, dias mais quentes, passeios, praia, férias entre outros. Mas também são necessários alguns cuidados, existem aracnídeos que tendem a se manifestar mais no calor, como os escorpiões. Segundo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, em 2020, foram registrados 149,7 mil acidentes com esses bichos no Brasil.

Pensando nisso, a empresa química alemã, BASF, deixou algumas dicas de como prevenir esses visitantes indesejados. Os escorpiões são ativos durante todo o ano, entretanto, nas estações mais frias eles costumam se esconder um pouco mais. Mesmo assim, é importante se atentar a lugares como pedras, tijolos, troncos de árvores ou rachaduras em pisos e paredes, pois são os lugares favoritos.

Além dos esconderijos onde esses bichos podem se abrigar, ambientes sem acúmulo de lixo, terrenos limpos, telas em ralos e pias ou tanques, prevenir seus predadores naturais como aves, lagartos, lagartixas e sapos pode desfavorecer suas visitas e, consequentemente, deixá-los mais afastados.

Dentro de casa é sempre importante não deixar roupas de camas ou toalhas encostadas no chão, checar os sapatos antes de vestir também é fundamental, além de manusear lixo com luvas.

Os escorpiões não costumam atacar os humanos, no entanto, como mecanismos de defesa ao serem importunados podem picar seu perturbador, além de utilizar por sobrevivência desse mesmo mecanismo para capturar suas presas.

A vizinhança também pode ajudar para o afastamento desses aracnídeos, colaborando na hora de contratar por empresas especializadas em dedetização que manterão os escorpiões mais distantes. “Os inseticidas são ferramentas fundamentais no manejo dos escorpiões, no entanto, devem ser utilizados exclusivamente por parte de profissionais como instituições ou empresas especializadas. O uso amador dessa ferramenta pode inclusive agravar a situação e aumentar os riscos de acidentes. Sendo assim, a adoção do Manejo Integrado de Pragas (MIP) é de extrema importância para mitigar os problemas relacionados ao escorpionismo”, conclui o pesquisador da área de Desenvolvimento de Produto e Mercado da BASF, Jeferson de Andrade.

escorpião verão
Os escorpiões são ativos durante todo o ano, entretanto, nas estações mais frias eles costumam se esconder um pouco mais (foto: reprodução)

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Publicação de artigos científicos durante graduação pode abrir portas no mercado de trabalho

Atenção aos cuidados necessários para evitar pulgas e carrapatos indesejados no verão

Diabetes em cães e gatos é motivo de alerta para os tutores, doença pode ser silenciosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

fevereiro laranja

Fevereiro: mês da conscientização sobre leucemia, doença pode acometer humanos e pets

hospital veterinário público

1º Hospital Público Veterinário do País comemora 10 anos de existência