in

BRASILEIRO DESENVOLVE COLEIRA QUE ESTABILIZA TEMPERATURA DE CÃES

Ferramenta termoelétrica emite ondas quentes ou frias para o pescoço do pet

É comum que após o passeio animais apresentem sinais físicos que indicam que ele está com a temperatura do corpo elevada, ou no inverno, quando procuram um lugar mais protegido para se deitarem, que estejam sentindo frio. Essas mudanças são comuns, mas sempre pedem uma atenção dos tutores em relação as necessidades do pet.

coleira-mastiff

Com a patente já realizada, produção em massadeve iniciar ainda este ano (Foto: reprodução)

Pensando em proporcionar estabilidade a temperatura do corpo dos cães, o brasileiro Ranieri Silvestre desenvolveu uma coleira termoelétrica. A ferramenta funciona enviando ondas quentes ou frias para o pescoço do animal. “O sistema pulsa em intervalos regulares, para manter a pele do animal sempre estimulada. É uma coleira segura, porque não altera a temperatura interna do animal, que fica entre os 38º C e os 39,2º C”, explica o desenvolvedor.

Para desenvolver a ferramenta, Silvestre pesquisou as demais opções já existentes no mercado. “Nesse estudo, conheci coleiras à base de congelamento de fluídos. Esses produtos não são práticos nem rápidos ou controláveis. Além disso, limitam-se à situação de calor. Então, concluí que teria de desenvolver um produto com controlo eletrônico”, comenta.

O empreendedor salientou que a coleira denominada como Mastiff ainda é apenas um protótipo à procura de financiamento para alargar a produção. Mas segundo Silvestre, essa seria a solução ideal para estabilizar a temperatura dos cães depois de passeios, treinos ou dias de calor ou frio intenso.

Fonte:  Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PESQUISA APONTA QUE 41% DOS TUTORES PRIORIZAM PETS NA ESCOLHA DO IMÓVEL

EUTANÁSIA DE CÃES E GATOS É PROIBIDA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO