in

CÃES TAMBÉM DEVEM TER SEUS DENTES ESCOVADOS E TRATADOS

Doença periodontal atinge mais de 85% dos animais de diferenças raças

Os cães possuem um hálito específico da espécie, mas um odor desagradável pode ser sinal de que a saúde bucal do pet precisa de avaliação. Dessa forma, é recomendável escovar diariamente os dentes e levá-lo ao médico-veterinário pelo menos uma vez por ano para profilaxia oral. 

Para fazer a higiene bucal corretamente, é preciso uma escova própria para cães ou então uma infantil com cerdas macias para não machucá-lo. “Quando o cachorro está com algum problema na boca, é comum apresentar gengiva avermelhada, inchada e dolorida (gengivite), cálculo (tártaro), perda de dentes e dificuldade para comer. Muitas vezes, essas alterações são consideradas normais ou toleráveis para a espécie ou para a idade, o que é um grande erro”, explica o gerente Técnico de Animais de Companhia da Zoetis (São Paulo/SP), Alexandre Merlo. 

dentes

Quando o cão passa pelo tratamento de limpeza bucal, sua qualidade de vida melhora (Foto: reprodução)

A placa bacteriana pode aparecer em poucas horas após a alimentação e, quando endurece, transforma-se em cálculo, conhecido popularmente como tártaro, o qual já não pode ser eliminado apenas com a escovação. Segundo Merlo, é muito importante combatê-lo, porque as bactérias presentes no tártaro podem passar para a corrente sanguínea, causando doenças mais graves, como infecções no coração, rins, fígados e sistema nervoso. 

Por ser um mal que progride aos poucos, o animal acaba se acostumando com a dor e o tutor não percebe que há algo de errado. “Por isso, é sempre recomendável fazer visitas regulares ao veterinário. Quando o cão passa pelo tratamento de limpeza bucal, sua qualidade de vida melhora”, conta. 

Para esse procedimento, pode ser necessário o uso de antibióticos antes ou depois da profilaxia. A Zoetis disponibiliza no mercado o Synulox, resultado da associação de amoxicilina com clavulanato de potássio, como opção de combate às principais bactérias causadoras de infecções orais em cães e gatos. “Com esse medicamento, o tutor tem a certeza de que o animal ficará livre de possíveis infecções originadas na boca. O produto alivia a dor, elimina o mau hálito e sua apresentação é em forma de comprimidos para administração oral, o que facilita a administração”, insere a gerente de Produtos de Animais de Companhia da Zoetis, Marcela Tocchet.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIA MUNDIAL DA VIDA SELVAGEM É COMEMORADO EM 3 DE MARÇO

CFMV LANÇA BANCO DE CONHECIMENTO DA MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA