in

CAROLINA DO SUL: CÃO É EUTANASIADO APÓS TESTAR POSITIVO PARA COVID-19

O animal tinha uma condição crônica de saúde, o que levou à decisão de eutanásia

Um cão precisou ser eutanasiado após ser testado positivo para o novo coronavírus no início deste de julho, conforme anunciaram os funcionários da Universidade Clemson. A vítima era da Carolina do Sul e se trata do primeiro animal a ter coronavírus no Estado.

A história se desenrolou quando um veterinário particular decidiu testar o cão de 8 ou 9 anos de idade, depois que um de seus tutores foi confirmado como tendo o contágio.

Os Laboratórios Nacionais de Serviços Veterinários do USDA confirmaram que o cão tinha o vírus em 9 de julho. As descobertas também indicaram que o animal tinha uma condição crônica de saúde – o que levou à decisão de eutanásia.

Segundo o veterinário do Estado e diretor da Clemson Livestock Poultry Health, Boyd Parr, com base no conhecimento atual, continua não havendo evidências de que os animais de estimação tenham um papel significativo na disseminação do SARS-CoV-2 para as pessoas. “Continua sendo uma boa ideia restringir o contato com seus pets e outros animais, assim como você faz com outras pessoas, se você está infectado com Covid-19, a fim de protegê-las da exposição ao vírus”, conclui Parr.

Clemson LPH e o Departamento de Saúde e Controle Ambiental (DHEC) continuam investigando esse caso com o USDA e os Centros de Controle e Doenças dos EUA, a fim de garantir que todas as informações relevantes para a Covid-19 sejam documentadas.

Fonte: IG, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL DE PETS DEVE SER REGRA ATÉ NA QUARENTENA

CASTRAÇÃO: TUTOR DEVE SE ATENTAR A PREÇOS ABAIXO DA MÉDIA DE MERCADO