in

Causas da hiperlipidemia podem ser por genética ou por doenças endócrinas

Doença consiste no aumento da concentração dos lipídeos do sangue, sendo eles, o triglicérides e/ou colesterol

Na rotina de um hospital ou clínica veterinária, algumas vezes o profissional se depara com a lipemia, que ocorre  quando o soro ou plasma estão turvos e leitosos, deixando a amostra sanguínea coletada em tubo com certa turbidez. Isso pode indicar, desde falta de jejum adequado, até alguns problemas de saúde.

A médica-veterinária especializada em Endocrinologia e Metabologia, da equipe da Vetso Clínica Veterinária Popular, em Sorocaba (SP), Samanta Chibau Mileze Prata, comenta que é possível de ser detectada a olho nu, quando tem-se valores de triglicérides acima de 300mg/dL.  Já a lactescência, ou seja, o aspecto fortemente “esbranquiçado”, é visto com uma hipertrigliceridemia acima de 1000mg/dL.

“A lipemia é somente detectável aos olhos com valores acima de 300mg/dL dos triglicerídeos, não sendo influenciada pelo valor de colesterol. A hiperlipidemia consiste no aumento da concentração dos lipídeos do sangue, sendo eles, o triglicérides e/ou colesterol. O aumento sozinho de um dos lipídeos pode ser denominado hipertrigliceridemia ou hipercolesterolemia. A dislipidemia é utilizada para qualquer distúrbio que envolva estes lipídeos”, comenta Samanta.

De acordo com Samanta, primeiramente, é preciso sempre verificar se o jejum alimentar, de pelo menos 12 horas, foi adequadamente realizado, evitando interpretação inadequada.

“A hiperlipidemia pode ter causa primária ou secundária. Algumas raças caninas são predispostas e podem apresentar hiperlipidemia de origem genética. O schnauzer miniatura, pastor de shetland e o beagle, comumente, apresentam aumento de triglicérides, podendo estar associado ou não ao aumento de colesterol. Já as raças dobermann, rottweiler, pastor de brie e cão da montanha dos pirineus tendem a apresentar aumento do colesterol”, diz.

Leia aqui a reportagem completa, gratuitamente.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Veterinária que cuida e pesquisa serpentes comenta suas principais realizações profissionais

Apesar de decreto estadual, CRMV-SP recomenda uso de máscaras em clínicas veterinárias

Médicos-veterinários peritos auxiliam no combate aos maus-tratos aos animais

(Foto: C&G VF)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Médicos-veterinários de rua

Projeto presta assistência a pessoas e animais em situação de rua no Rio de Janeiro

proteção animal

Médica-veterinária recebe honraria pelos trabalhos voltados à proteção animal