in

CERTIFICADO VETERINÁRIO INTERNACIONAL (CVI) PASSA A SER ACEITO NA ARGENTINA

Ação que beneficia pets entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (10)

Ação que beneficia pets entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (10)

Para facilitar o acompanhamento de animais de companhia aos tutores à Argentina, passará a ser permitida a emissão on-line do Certificado Veterinário Internacional (CVI), do Sistema de Vigilância Internacional (Vigiagro) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Ação entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (10).

De acordo com o MAPA, com o documento, obrigatório para a saída dos animais do Brasil, será possível desembarcar nos seguintes aeroportos argentinos: Ministro Pistarini Ezeiza, em Buenos Aires; Ambrosio Taravella – Pajas Blancas, em Córdoba; Islas Malvinas – Rosario, em Santa Fé; El Palomar, em San Fernando; e no posto de fronteira terrestre de São Tomé (RS).

“Para ingresso em pontos não listados, o interessado deve ir à uma Unidade Vigiagro, de preferência perto da fronteira, para ter a autenticidade conferida e o CVI eletrônico chancelado por servidor do Mapa”, explica o Ministério.

O certificado terá validade de 60 dias para ingresso na Argentina a partir da data de emissão. “Para animais vacinados com menos de 90 dias, o CVI (sem comprovação de vacina antirrábica) tem validade para ingresso na Argentina e retorno ao Brasil somente até o animal completar 90 dias de vida. Após esta data, deverá ser aplicada a vacina antirrábica e aguardar período de 21 dias pós-vacina para solicitar novo CVI para ingressar em território argentino ou voltar ao Brasil”. 

Até então, apenas os animais que viajavam aos Estados Unidos possuíam o CVI digital.

Para mais informações, acesse o site oficial do Ministério da Agricultura. Clique aqui.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REPRODUÇÃO

VETERINÁRIOS DO MATO GROSSO PODEM DOAR GALÕES DE PRODUTOS PET

REPRODUÇÃO

RELATÓRIO APONTA FALHAS NO COMBATE AO TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES