in

CFMV FAZ BALANÇO POSITIVO DOS TRABALHOS REALIZADOS POR SUAS COMISSÕES

Saúde Pública e Residência foram alguns dos resultados apresentados

Saúde Pública e Residência foram alguns dos resultados apresentados

O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV, Brasília/DF) divulgou o balanço anual de atividades de suas comissões nacionais. Projetos realizados, participação e realização de eventos e disseminação de conhecimento como um todo foram ações elencadas. Confira abaixo o saldo de algumas delas:

Comissão Nacional de Educação. A Comissão Nacional de Educação em Medicina Veterinária (Cnemv/CFMV) encerra 2016 com medidas que visam o aperfeiçoamento dos cursos de graduação. O grupo também desenvolveu iniciativas para melhorar o processo avaliação da qualidade do ensino oferecido pelas faculdades aos futuros profissionais.

Entre os projetos promovidos pelo grupo está a atualização das Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de graduação em Medicina Veterinária. O documento que atualmente define os fundamentos, princípios e procedimentos da formação dos médicos-veterinários brasileiros é de 2003, e não contempla alguns conceitos que ganharam mais relevância para a Medicina Veterinária nos últimos anos. Depois de aprovadas pela plenária do CFMV, as sugestões da CNEMV para as diretrizes serão encaminhadas ao Conselho Nacional de Educação (CNE).

A comissão criou, ainda, um guia para orientar as comissões do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) na avaliação dos cursos de Medicina Veterinária.

Também desenvolveu um novo instrumento de Acreditação dos cursos de graduação, que será conduzido pelo próprio CFMV. A novidade que será divulgada em 2017 permitirá que os cursos recebam a chancela de qualidade emitida pelo Conselho, de forma complementar ao reconhecimento oficial do MEC.

Comissão de Ética, Bioética e Bem-estar Animal. Além de contribuição em disseminação de conhecimento e auxílio em consultas públicas, durante o ano, a Cebea/CFMV também ressaltou a importância do trabalho realizado em sintonia e colaboração com a Comissão Nacional de Saúde Pública Veterinária (CNSPV/CFMV). O objetivo da cooperação foi favorecer a discussão sobre os conceitos de saúde única e bem-estar único. A troca de conhecimentos foi exemplificada pela participação das duas comissões em eventos: integrantes da CNSPV ministraram palestra no I Fórum das Cebeas, e membros da Cebea fizeram apresentações no VII Fórum das CSPVs e no VIII Seminário Nacional de Educação em Saúde Pública.

Ao longo do ano, os integrantes da Comissão trabalharam na construção de uma resolução com o objetivo de oferecer aos médicos-veterinários e zootecnistas os conceitos de crueldade e maus-tratos, seguidos de balizadores para uma atuação profissional adequada e segura no âmbito profissional.

Para 2017, a Comissão planeja trabalhar o bem-estar e a importância do médico-veterinário na minimização de dor e sofrimento animal, tema do IV Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-estar Animal, que ocorrerá em Porto Alegre (RS), de 18 a 20 de abril de 2017.

Comissão Nacional de Saúde Pública. A Cnspv/CFMV organizou dois eventos, o VIII Seminário Nacional de Saúde Pública Veterinária e do VII Fórum das Comissões Nacional e Regionais de Saúde Pública Veterinária.

As atividades da comissão continuaram durante o ano; com o envio de recurso ao Ministério da Saúde para adequação do formulário do FORMSUS – Serviço de uso público, com Normas de Utilização definidas, compatíveis com a legislação e com a Política de Informação e Informática do Sistema Único de Saúde – para viabilizar a notificação da raiva e influenza em animais; os membros da comissão participaram de reunião com a Superintendente de Vigilância em Saúde de Goiás; e a CNSPV enviou várias contribuições para consultas públicas de diferentes órgãos.

A Comissão espera, em 2017, intensificar os trabalhos para fortalecer a saúde e bem-estar únicos. O objetivo principal das atividades será a criação de ações estratégicas comuns a todos os Estados e divulgação de informação para a sociedade civil e para a atuação do médico veterinário na saúde pública.

Comissão Nacional de Residência. O ano de 2016 foi marcado por mais uma iniciativa pioneira do CFMV com a participação direta da Comissão Nacional de Residência em Medicina Veterinária (Cnrmv/CFMV). Em novembro, foi lançada a Acreditação dos Programas de Residência e Aprimoramento Profissional em Medicina Veterinária que tem como objetivo reconhecer a competência dos melhores cursos de treinamento em serviço oferecidos no País.

“Elaboramos esse instrumento de avaliação pensando em uma excelência de qualidade. O cadastro dos programas foi pensado para ser um processo de fácil execução”, afirma a médica-veterinária Virgínia Bocorny. O sistema deve ser disponibilizado para as primeiras inscrições no início de 2017.

A Acreditação foi apresentada no V Seminário Nacional de Residência em Medicina Veterinária, em São Paulo, evento gratuito realizado pelo CFMV. A comissão também marcou presença em eventos como o VI Encontro Nacional de Residências em Saúde (ENRS), realizado em julho em Curitiba (PR) onde a comissão alimentou o debate do encontro e inspirou os participantes a propor a criação de comissões de residência nos demais conselhos de categorias profissionais da área de saúde.

O trabalho da Cnrmv também foi debatido em duas visitas ao Ministério da Educação (MEC) realizadas em 2016. Acompanhando a transição da diretoria ocorrida durante a mudança de governo, a comissão informou e atualizou a Direção de Desenvolvimento de Educação em Saúde do MEC sobre as ações desenvolvidas pelo CFMV na promoção e no aprimoramento dos programas de residência médico-veterinária.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REVISTA CÃES&GATOS VET FOOD É PARCEIRA DE NOVA EDIÇÃO DO CBNA PET

CONSUMO DE ALIMENTOS PARA CÃES E GATOS SOMOU 1,9 MILHÃO DE TONELADAS