in

CHUVA CANCELA FESTA DE ANIMAL DE ESTIMAÇÃO E TUTORA PEDE INDENIZAÇÃO

Cliente processou empresas mas não conseguiu indenização por danos

Cliente processou empresas mas não conseguiu indenização por danos

Uma mulher entrou na Justiça em busca de uma indenização por danos morais e materiais após a festa de seu animal de estimação ser interrompida por falta de energia elétrica. Em novembro de 2017, ela organizou uma reunião para comemorar o aniversário de sua cadela, em um salão de festas infantis, em Vicente Pires (DF). No entanto, no dia do evento para 50 adultos e algumas crianças, houve falta de energia elétrica, porque um painel eletrônico caiu sobre os postes de iluminação próximo ao local da celebração. 

Na Justiça, a consumidora disse que “uma chuva simples” e um vento de “leve intensidade” causaram o cancelamento da festa. Por isso, pedia que as empresas responsáveis pelo terreno e pelo painel luminoso fossem condenadas a pagar R$ 3.395,33 de danos materiais e mais R$ 15.904,67 por danos morais. 

Por outro lado, as empresas contestaram o pedido da cliente, explicando que houve uma chuva forte na região, que causou alagamentos e outros transtornos. Documentos apresentados pelas empresas comprovaram que choveu bastante em todo o Distrito Federal, tendo ocorrido, inclusive, chuva de granizo. 

Em um local próximo à casa de festas, dois muros foram derrubados em razão da força da água da enxurrada. Segundo o Juizado Especial Cível do Guará, ao contrário do afirmado pela cliente, naquela data não houve “uma simples chuva, associada a vento de leve intensidade”, mas um temporal com fortes ventos destruidores. Segundo a decisão, a falta de energia elétrica não ocorreu por negligência ou imprudência das empresas, mas em decorrência de força maior, um evento da natureza (chuvas com fortes ventos). 

Fonte: O Globo, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENCANTADOR DE CÃES LANÇA LIVRO COM LIÇÕES DE CONVIVÊNCIA COM OS PETS

PESQUISADORES ACREDITAM QUE TERAPIA COM CÃES PODE OFERECER RISCOS