in

CLIMA E RITMO DE ATIVIDADES PRECISAM SER OBSERVADOS EM CÃES EXÓTICOS

Adoção exige pesquisa prévia e cuidados especiais com os animais

Em busca de um animal de companhia, muitos tutores tem optado pelos cães de raças exóticas. No entanto, é preciso muita atenção, já que esses animais podem exigir cuidados especiais. A primeira dica dada pelos especialistas é a mesma válida para qualquer espécie: pesquisa.

Na maioria das vezes, as raças consideradas exóticas não são nacionais. Então, um dos principais pontos a serem observados é a adaptação do animal em relação ao clima da região onde o tutor mora. Outros fatores ressaltados são em relação a pelagem e ao ritmo do animal, se são mais caseiros ou se precisam se exercitar.

Entre as principais raças exóticas estão American Bully, Cane Corso, Whippet, Leão da Rodésia e o Scottish Terrier, mais conhecido como Terrier escocês. O American Bully costuma ser visto com uma frequência maior no País, sendo considerado uma variação do Pitbull.  

komodor_reproducao

Recomendação é de que tutores procurem por raçasque sejam mais compativeis com seus hábitosde vida (Foto: reprodução)

O Whippet também outra raça bastante procurada. É considerado um cão mais independente e late pouco. A aerodinâmica da estrutura do seu corpo, faz com ele seja considerado hábil para corrida. Na fase adulta o animal chega a atingir até 56 quilômetros por hora. Possui pelagem curta e sente muito frio.

A questão visual também é um fator que chama atenção dos tutores. O Komodor, cão pastor de origem húngara, tem porte grande, e tem uma pelagem rústica que se assemelha aos dreadlocks. É considerada uma raça corajosa, inteligente, calma e silenciosa. Os especialistas ressaltam que independente da raça é preciso que o tutor visite o canil e confira as condições em que esses animais estão sendo expostos. Certificando sempre da limpeza do local e se os pais do filhote são e estão saudáveis.

Fonte: Diário dos Campos, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUROFINO PET INICIA COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS NA COLÔMBIA

CORES DAS GENGIVAS DE ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO PODEM INDICAR DOENÇAS