in

COMAC DÁ DICAS DE COMO MANTER OS NEGÓCIOS NO SETOR PET EM 2017

Para inovar, é essencial ouvir o cliente e entender o que ele precisa

Para inovar, é essencial ouvir o cliente e entender o que ele precisa

O setor de saúde de cães e gatos foi impactado significativamente pela recessão econômica sofrida por vários mercados durante o ano de 2016. Segundo dados da Comissão de Animais de Companhia (Comac), do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan, São Paulo/SP), em uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 18%, entre 2011 e 2015, passou para um crescimento de 6% entre janeiro e setembro de 2016. 

comac

Artigo completo está disponível na edição nº 210 da C&G VF, em revistacaesegatos.com.br

Mesmo com o baixo faturamento, o mercado de saúde animal tem um histórico de crescimento em número de oportunidades, empregabilidade e, também, em novos segmentos. Isso se deve ao fato de que a relação entre o homem e os pets vem se intensificando a cada ano, na medida em que muitas pessoas preferem animais de companhia a filhos. 

Um dos pontos importantes para manter um negócio veterinário em bom andamento, é ficar com o pé no chão e estudar o mercado profundamente. Para saber mais dicas sobre como permanecer no mercado, clique aqui e leia o artigo completo. 

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ESTABELECIMENTOS QUE VENDEM ANIMAIS DEVEM POSSUIR UM RESPONSÁVEL TÉCNICO

REDE INTERNACIONAL DE FRANQUIA QUER DOBRAR O NÚMERO DE PETSHOPS EM 2017