in

Comissão de Políticas Públicas do CRMV-SP recebe novos integrantes em cerimônia de posse

Médicos-veterinários vereadores e servidores públicos fazem parte da atual composição

Os integrantes da nova composição da Comissão Técnica de Políticas Públicas tomaram posse, no dia 08 de novembro, na sede do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP). Em atividade desde 2012, o grupo será presidido pelo médico-veterinário Raphael Marco Blech Hamaoui, que já foi responsável pelo canil da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo e candidato a vereador.

Segundo o presidente do CRMV-SP, Odemilson Donizete Mossero, a nova composição foi pensada com o objetivo de “construir pontes para unir os profissionais médicos-veterinários e zootecnistas em uma rede cujos desafios beneficiem a todos, principalmente, a sociedade por meio da saúde pública e Saúde Única”.

Para o presidente da Comissão, uma das principais metas do grupo que assume as atividades da Comissão é criar uma agenda que provoque reflexões sobre a inserção dos profissionais da Medicina Veterinária e da Zootecnia como agentes de transformação e influência nas decisões políticas e administrativas dos municípios, Estado e, até mesmo, do País.

 “Nossas metas exigem um comprometimento que encontramos em cada um dos integrantes dessa comissão e, certamente, vamos unir esforços com o todo o Conselho e profissionais que estão mercado e têm proximidade com a administração pública”, ressalta Hamaoui.

O médico-veterinário Rodrigo Goulart, vereador na cidade de São Paulo, também foi empossado como membro efetivo e fez questão de enfatizar a importância da representatividade dos profissionais como colaboradores das gestões públicas. “É uma tendência, a partir do momento em que a classe assume essa responsabilidade e compreende sua importância para a sociedade”, declara.

Em atividade desde 2012, o grupo será presidido pelo médico-veterinário Raphael Marco Blech Hamaoui (Foto: divulgação)

Colaboração

Critérios técnicos, além do potencial de atuação em ambientes corporativos e públicos, foram aspectos decisivos para unir os integrantes da comissão, como enfatizou o médico-veterinário Rodolpho Borges de Souza, que assume como membro efetivo.

“Participar das decisões que envolvem a legislação do município é importante porque podemos colaborar aplicando nossos conhecimentos como profissionais da Saúde em benefício da população”, afirma Souza, que, além de dirigir uma clínica de pequenos animais, é vereador e presidente da Câmara Municipal na cidade de Cachoeira Paulista.

Profissional de Mongaguá, Kelly Capatto assume como membro suplente. Servidora pública no município e candidata a vereadora na última eleição, a médica-veterinária destaca que “fazer parte da Comissão de Políticas Públicas do CRMV-SP reforça ainda mais seu desejo de colaborar com a sociedade”.

Conhecimento técnico

Contribuindo com sólido conhecimento técnico, experiência em gestões públicas e atividades de pesquisa científica em prol da Saúde Única, dois outros novos integrantes efetivos da Comissão fizeram questão de salientar o entusiasmo em fazer parte do grupo.

“Há anos vivencio a prática profissional paralelamente à atuação em todos os movimentos onde seja possível fazer algo a mais para a classe e deixar uma contribuição significativa à sociedade”, reiterou a médica-veterinária Adriana Maria Lopes Vieira, que atua na vigilância e controle da raiva no Instituto Pasteur e na Vigilância Sanitária de Guarulhos (SP) e é presidente da Comissão Técnica de Saúde Pública Veterinária do CRMV-SP.

Falando com orgulho sobre sua trajetória profissional, Massao Iwasaki, que atualmente é presidente suplente do Conselho Superior da Fundação Parque Zoológico do Estado de São Paulo, salientou que “por todos os lugares por onde passou como médico-veterinário sempre se questionou sobre a falta de reconhecimento e valorização dos profissionais” e finalizou comovendo os participantes da solenidade, convocando a todos para um “movimento de união de esforços em prol da Medicina Veterinária e da Zootecnia para que os profissionais ocupem o lugar que merecem, assim como ocorre em quase todo o mundo”.

Fonte: CRMV-SP, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Médica-veterinária explica a diferença entre animais comunitários e abandonados

Profissionais do CRMV-SP alertam sobre rações e refeições ofertadas aos pets

Gestão: Diretoria eleita para triênio 2021-2024 toma posse na sede do CRMV-RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gestão

Veterinários e zootecnistas elegem nova diretoria do CRMV-BA para triênio 2022-2025

vídeo

Vídeo educativo sobre raiva, elaborado por equipe da FMVZ-Unesp, é premiado