Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

Como desbloquear o potencial do médico-veterinário?

Profissional dá algumas dicas de estratégias para incentivar equipe e otimizar fluxo de trabalho
Por Equipe Cães&Gatos
equipe
Por Equipe Cães&Gatos

Com a escassez de talento e a necessidade para aumentar o preço das consultas, os médicos-veterinários têm sofrido uma pressão para trabalhar mais em menos tempo. A médica-veterinária e fundadora da consultora The Social DVM, Caitlin DeWilde, explica como desbloquear o potencial do veterinário, ao mesmo tempo que mitiga o estresse e o burnout e torna o cuidado veterinário mais eficiente.

“Se sua clínica/hospital não tem as reservas completas, a sua equipe está saindo do trabalho fora de horas ou está procurando melhorar o status quo, é hora de explorar novas estratégias para ajudar a otimizar a eficiência e maximizar a produtividade do veterinário”, explica a profissional.

As estratégias sugeridas são:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é medicos-que-olham-o-cardiograma-no-salao-1-1024x683.jpg
Permitir o desenvolvimento profissional contínuo e estabelecer canais de comunicação eficientes com a equipe é uma das estratégias sugeridas
(Foto: reprodução)
  • Delegar tarefas aos técnicos veterinários – Identifique as tarefas de alta prioridade que só o médico-veterinário pode fazer – cirurgias, exames físicos, prescrição de tratamentos e medicação. Agora, compare com o que realmente ele está fazendo. Delegue as tarefas aos técnicos e ao restante equipe de apoio e continue investindo no treinamento dessa equipe.
  • Otimização da gestão do tempo – Considere implementar horários diários ou semanais. Utilize técnicas de bloqueio de horas para permitir processar tarefas, como pedidos de reabastecimento de medicamentos, responder a comunicação dos clientes e rever notas médicas. Priorize as tarefas com base na urgência e importância e minimize as distrações durante esses períodos;
  • Dar uso à tecnologia – Invista tempo na criação de templates em tudo o que é possível – notas médicas, resultados de análises, altas, comunicações com clientes. Até criar um documento com respostas padrões, declarações e tópicos de educação dos tutores pode ser uma solução. Utilize, também, ferramentas que facilitam a comunicação.
  • Implementar processos estandardizados – Desenvolva protocolos estandardizados e workflows para procedimentos comuns e tratamentos, assim, é possível criar consistência, poupar tempo na tomada de decisão e aprofundar a colaboração com a equipe;
  • Incorporar a telemedicina veterinária – Utilizar este serviço quando apropriado, como follow-ups, preocupações menores ou questões dos tutores.
  • Permitir o desenvolvimento profissional contínuo e estabelecer canais de comunicação eficientes com a equipe (como email ou Slack).
  • Praticar cuidados proativos e Medicina Preventiva, permitindo reduzir o número de emergências e tratamentos reativos.
  • Priorizar o cuidado próprio, encorajando as pausas, a prática de técnicas de gestão de estresse e permitir tempo para atividades pessoais e para relaxar.

“Lembre-se, produtividade não é trabalhar mais horas ou fazer mais tarefas, mas trabalhar de forma mais inteligente, priorizar de forma eficaz e otimizar fluxos de trabalho para fornecer cuidados de qualidade, mantendo o bem-estar” explica Caitlin DeWilde.

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Leptospirose tende a ocorrer com mais facilidade em períodos de chuva

Tutores podem ser divididos em quatro tipos, saiba qual deles é você

O que fazer ao encontrar animais peçonhentos dentro de casa?

NewsLetter

Cadastre-se agora e receba nossos boletins e atualizações em seu email. 

Integração
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!