Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Como deve ser a alimentação do paciente nefropata?

Veterinária da BRF Pet informa que alimento utilizar e qual a importância da hidratação
Por Equipe Cães&Gatos
foto-alimento
Por Equipe Cães&Gatos

Sabemos que os rins exercem papel fundamental na homeostase e metabolismo dos seres vivos, uma vez que são os responsáveis por inúmeras funções metabólicas, como a filtração do plasma sanguíneo, com a finalidade de excretar os metabólitos provenientes da alimentação e do metabolismo em geral, que, ao se acumularem, podem ser tornar nocivos para o organismo.

Entre as suas funções ainda se destacam a síntese hormonal, como a síntese da eritropoietina, que estimula a produção de glóbulos vermelhos na medula óssea, além da regulação do equilíbrio hídrico-eletrolítico e regulação da pressão arterial sistêmica, através do eixo renina-angiotensina-aldosterona. Devido a isso, os rins se tornam órgãos vitais, uma vez que outros órgãos não conseguem suprir o papel que eles desempenham no organismo. Apesar de existir a lesão renal aguda, que causa a perda da função renal de forma repentina e pode ter diversas causas como base, a doença renal crônica é o quadro mais comum de ser observado na rotina da clínica médica. Para ser considerada crônica, as alterações e/ou sintomas clínicos devem estar presentes há mais de três meses. 

Leia o artigo completo na edição de março de 2024. Abaixo as referências bibliográficas do artigo: 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: 

Busmans, E. S. Psychometric validation of a general health quality of life tool for cats used compare health cats and cats with chronic kidney disease. In: Journal Vet. Intern. Med., n. 30, p. 183-191, 2015. 

Crivellenti, L. Z.; Borin- Crivellenti, S. Casos de rotina em Medicina Veterinária de Pequenos Animais. 2ª ed. São Paulo: MedVet, 2015. 

Fascetti, A.J.; Delaney, S.J. Nutritional management of kidney disease. In: Applied Veterinary Clinical Nutrition, p. 251-263. UK: Wiley-Blackwell, 2012. 

Hansen B.; Vigani A. Maintenance Fluid Therapy: Isotonic Versus Hypotonic Solutions. In: Vet. Clin. North Am. Small Animal Practice, n.47, p. 383-395, 2017. 

IRIS – International Renal Interest Society: Diagnosing, Staging and Treating CKD in dogs and cats, 2023. Disponível em: http://www.iris-kidney.com

Marino, C. L. et al. Prevalence and classification of chronic kidney disease in cats randomly selected from four age groups and in cats recruited for degenerative joint disease studies. In: Journal of Feline Medicine Surgery, v.16, n. 6, p. 465-472, 2014.  

Nutrient Requirements of Dogs and Cats. In: National Research Council – NRC. Washington DC: National Academy, 2006. 

Palumbo, M. I. P. et al. Manejo da insuficiência renal aguda em cães e gatos. In: Arquivos Ciências Veterinárias e Zoologia. UNIPAR. v. 14, n. 1, p. 73-76, 2011. 

Polzin, D. J.; Osborne, C. A.; Ross, S. Chronic Kidney Disease. In: S. J. Ettinger & E. C. Feldman – Textbook of Veterinary Internal Medicine, p. 1756-1785. St Louis, USA: Elsevier Saunders, 2005.  

Vogt, A. H. et al. AAFP-AAHA Feline Guideline Life Stage, 2010. 

Waki, M. F.; Martorelli, C. R.; Mosko, P. E., Kogika, M. M. Classificação em estágios da doença renal crônica em cães e gatos: abordagem clínica, laboratorial e terapêutica. In: Revista Ciência Rural, vol.40, n.10, p.2226-2234, 2010.