in

COMPLETANDO 40 ANOS, UNESP TAMBÉM COMEMORA OS AVANÇOS NO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

Programas de residência e a nomeação de ‘faculdade’ para o curso são considerados alguns dos principais progressos para docentes

Cláudia Guimarães, da redação
[email protected]

“Uma universidade lembrada e respeitada no Brasil e no exterior”. Esta é a descrição do reitor da Universidade Estadual Paulista (Unesp, São Paulo/SP), Julio Cezar Durigan, a respeito da instituição que está completando 40 anos de existência nesse mês, com comemorações que se iniciam hoje (29/01).

Para Durigan, a história da universidade possui um desenvolvimento positivo, estável e durável de boas implementações acadêmicas. Estes itens também têm grande influência na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) oferecida pela instituição. A Unesp oferece o curso nas cidades de Araçatuba (SP), Botucatu (SP) e Jaboticabal (SP) e, segundo o docente, em todos há crescente preocupação com a sustentabilidade e bem-estar animal.

Além de disciplinas básicas e profissionalizantes, que oferecem estágios de treinamento e aperfeiçoamento, também são ministrados assuntos relacionados a humanidades, que contribuem para a formação holística dos futuros médicos-veterinários. “Assim, estimulamos a participação dos alunos em pesquisas científicas e tecnológicas”, destaca o profissional que ainda lembra o fato de as três faculdades de Medicina Veterinária possuírem seus hospitais veterinários nos campus. “Os estudantes, supervisionados por professores, prestam atendimento clínico e cirúrgico a animais, já que o curso exige estágio curricular para a conclusão”, enfatiza.

Outro ponto positivo alcançado durante todos esses anos de atividades é que a universidade mantém programas de residência veterinária e de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado. A coordenadora da FMVZ de Botucatu (SP), Cláudia Valéria Brandão, também associa estes itens ao forte desenvolvimento do curso, que vem alcançando as expectativas desejadas. “Também conquistamos o reconhecimento na graduação, pesquisa e extensão, bem como nossos alunos, hoje, dispõem de boa inclusão e prestígio no mercado de trabalho”, garante.

A coordenadora da FMVZ do campus de Araçatuba (SP), Cáris Maroni Nunes, também destaca o fato de terem iniciado o curso do zero em termos de infraestrutura e, hoje, possuírem laboratórios de pesquisa e de prestação de serviços, alguns credenciados como Referência Nacional. “Temos como exemplo o nosso laboratório de diagnóstico da Raiva, bem como outros de renome internacional, como o de Bioquímica e Biologia Molecular Animal”, menciona.

Cáris também relembra um fato importante: ter alcançado a identidade de “faculdade”, em 2010, uma vez que o curso era vinculado à Faculdade de Odontologia da instituição. O curso de Botucatu (SP) também foi renomeado após alguns anos de atividade, já que, inicialmente, pertencia à Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (Fcmbbf).

Em 2015, a FMVZ da Unesp recebeu cinco estrelas no Guia do Estudante e o curso foi o primeiro colocado no Ranking Universitário Folha (RUF). O curso de Medicina Veterinária já formou mais de 1800 alunos ao longo dos 40 anos de atividades da Unesp.

Celebrações. Para comemorar suas quatro décadas, a Unesp iniciou hoje as celebrações, com ações locais na Reitoria e em cada uma das 34 unidades universitárias, instaladas em 24 cidades paulistas. O término das comemorações será dia 22 de agosto, na Sala São Paulo, em São Paulo (SP), com uma Sessão Solene do Conselho Universitário e Festa Comemorativa. Também foi criado um logo comemorativo e uma página, em homenagem aos 40 anos, que já está com mais de 54 mil acessos. Clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CFMV PASSA SUGESTÕES SOBRE ANTIPARASITÁRIOS DE USO VETERINÁRIO AO MAPA

GRUPO DE TRABALHO DO CFMV BUSCA INCENTIVAR INTERESSE DE MÉDICOS-VETERINÁRIOS PELA AQUICULTURA