Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Conheça quatro características da raça buldogue francês

Mesmo com a incerteza de sua origem, a raça é amigável e afetuosa, além de uma excelente companheira
Por Equipe Cães&Gatos
BULDOGUE FRANCÊS
Por Equipe Cães&Gatos

Apesar do nome, uma das teorias mais aceitas sobre a origem do buldogue francês defende que ele foi desenvolvido na Inglaterra, no século XIX, como uma versão miniatura do buldogue inglês. Na época, ele ganhou popularidade entre os trabalhadores têxteis. Com a Revolução Industrial, essas pessoas se mudaram para a França para fugir do desemprego, levando consigo seus cãezinhos. Lá, a raça foi cruzada com cachorros locais, resultando nas características que conhecemos hoje. Ele rapidamente se tornou um favorito entre a boemia parisiense, incluindo artistas, escritores e modistas.

- PUBLICIDADE -

A seguir, conheça algumas características interessantes da raça buldogue francês!

Suas orelhas eretas, conhecidas como “orelhas de morcego”, são uma de suas marcas registradas, juntamente com olhos grandes e expressivos (Foto: Reprodução)

1. Aspectos físicos

Pequeno e musculoso, o buldogue inglês pode medir entre 24 e 35 cm de altura na cernelha e pesar de 8 a 14 kg. Ele tem a cabeça grande e quadrada. Suas orelhas eretas, conhecidas como “orelhas de morcego”, são uma de suas marcas registradas, juntamente com olhos grandes e expressivos.

A face achatada e o focinho curto, com narinas alargadas, são acompanhados por rugas profundas ao redor do nariz e da testa. O buldogue francês, conforme a Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), tem o pelo curto, liso, brilhante e macio, em tonalidades incluindo fulvo, tigrado ou não, com ou sem manchas brancas. A cauda é naturalmente curta.

2. Temperamento e personalidade

O buldogue francês é um cachorro amigável e afetuoso, sendo um excelente companheiro. Ele tem um comportamento sociável e se adapta bem a diferentes estilos de vida, seja em apartamentos ou casas maiores.

Geralmente, é um cão dócil e adora estar perto de seus tutores. Muitas vezes, se torna um verdadeiro “cão de colo”, pois exige muita atenção dos humanos. Além disso, tende a se dar bem com crianças devido ao seu jeito brincalhão. É inteligente e relativamente fácil de treinar, embora possa ser um pouco teimoso às vezes.

É importante introduzir o buldogue francês a uma variedade de pessoas, animais e ambientes, a fim de desenvolver uma personalidade sociável e reduzir a timidez ou agressividade (Foto: Reprodução)

3. Cuidados com a alimentação e a saúde

Devido à tendência à obesidade, é importante fornecer ao buldogue francês uma dieta balanceada e controlada em calorias. Além disso, ele é propenso a problemas digestivos; por isso, é importante evitar alimentos ricos em gorduras e dar preferência a refeições facilmente digestíveis.

A saúde dessa raça também exige atenção especial devido à face achatada, que pode levar a problemas respiratórios. Inclusive, por causa disso, é essencial manter a limpeza das rugas faciais e monitorar regularmente os olhos ajuda a prevenir infecções.

Ademais, exercícios moderados são necessários para manter o peso do cachorro saudável. Todavia, devem ser feitos com cautela, especialmente em climas quentes, devido à sensibilidade ao calor. Consultas veterinárias regulares também são indispensáveis para acompanhar a saúde geral e prevenir problemas comuns, como displasia de quadril, alergias e problemas dermatológicos.

4. Educação e socialização

Desde filhote, é importante introduzir o buldogue francês a uma variedade de pessoas, animais e ambientes, a fim de desenvolver uma personalidade sociável e reduzir a timidez ou agressividade. Embora inteligente e ansiosa por agradar, esta raça pode ser um tanto teimosa, sendo essencial utilizar métodos de treinamento baseados em reforço positivo, como recompensas e elogios. Ademais, proporcionar brincadeiras interativas e estímulos mentais também é importante, pois este cachorro é curioso e aprecia desafios.

Fonte: Portal EdiCase, adaptado pela Equipe Cães e Gatos.

LEIA TAMBÉM:
Pesquisa indica qual raça de gato vive mais tempo
Ansiedade de separação nos pets: Como identificar?
Conheça alguns cuidados importantes com o cão após a castração

Compartilhe este artigo agora no