Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado

CRMVS PASSAM POR ALTERAÇÕES EM SUAS DIRETORIAS

CRMVS PASSAM POR ALTERAÇÕES EM SUAS DIRETORIAS Alguns Estados realizaram reformulação completa no quadro de gestão
Por Equipe Cães&Gatos
Por Equipe Cães&Gatos

Alguns Estados realizaram reformulação completa no quadro de gestão

Os Conselhos Regionais de Medicina Veterinária (CRMVs) de alguns Estados passaram por uma reestruturação em suas diretorias. A mudança ocorreu nas regiões norte, nordeste e centro-oeste.

Entre as gestões que passaram por renovação total estão: Bahia e Mato Grosso do Sul . Já o Amazonas, Pará, Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso do Sulinauguraram novas gestões ou mudaram parcialmente alguns de seus membros. As novidades foram publicadas na semana passada, nas respectivas páginas dos regionais no portal do CFMV.

À frente do CRMV-BA, tomaram posse, no dia 5 de fevereiro, o presidente, Altair Santana; o vice-presidente, Lúcio Leopoldo Aragão da Silva; a secretária-geral, Irenildes Costa Santos; e o tesoureiro, Rodrigo Freitas Bittencourt, além de conselheiros efetivos e suplentes. Eles estarão no triênio 2019-2022.

O Estado do centro-oeste é liderado, desde janeiro, pelo presidente, Rodrigo Bordin Piva, ao lado de Jair Vicente de Oliveira (vice-presidente), Jonas de Souza Cavada (secretário-geral) e Marcos Camargo (tesoureiro). Já no Distrito Federal, os dirigentes eleitos e empossados em dezembro iniciam o exercício efetivo na função no dia 22 de fevereiro, durante Sessão Plenária.

gestao_empresas

Mudanças dos membros das respectivas diretorias ocorremem conformidade legal, segundo o conselho (Foto: reprodução)

Mudanças pontuais. No Amazonas, a tesoureira Tânia Mara Sicsu da Cruz vinha acumulando o cargo com a secretaria-geral, desde 2018. A mesma abriu mão do cargo, sendo eleito, assim,  em janeiro, Fábio de Castro Meireles Patrício. Já Lucas Mendes, que era conselheiro suplente, tornou-se efetivo em fevereiro, com a saída de Evelyn Mendes.

No Pará, as mudanças ocorreram no dia 18 de outubro de 2018, em Sessão Plenária Extraordinária do CRMV-PA, onde foram eleitos e tomaram posse a tesoureira, Nazaré Fonseca de Souza, e os conselheiros efetivos Cristiane Fonseca Costa Corrêa e Raimundo Nonato Camargo Junior. Também no mesmo ato, o médico-veterinário Jefferson Pinto de Oliveira, antes conselheiro efetivo, passou a suplente.

O CRMV-RN, também em 2018, houve troca de gestores: em dezembro, a vice-presidente, Viviane Medeiros, renunciou ao cargo, assumido pelo secretário-geral, José de Arimateia – cuja função foi assumida pelo conselheiro Filipe Guedes que, por sua vez, foi substituído por Marco César.

Já no Ceará, a nova formatação da diretoria se deu pela saída da conselheira efetiva Monalyza Cadori Gonçalves, assumindo, em seu lugar, o suplente Leonardo Pita Gomes, ambos médicos-veterinários. Em Goiás, após a renúncia, no fim do ano passado, da vice-presidente e da tesoureira, foi escolhida uma nova composição da diretoria, no dia 9 de janeiro.

Até 2020, o CRMV-GO tem, como vice-presidente, a médica-veterinária Ingrid Bueno Atayde Machado, que ocupava o cargo de secretária-geral, agora assumido por Rafael Costa Vieira, que era conselheiro efetivo. Já na Tesouraria, ficou Irineu Batista Júnior, antes conselheiro suplente, enquanto Isabela Ribeiro Neves passou de conselheira suplente a efetiva.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

Compartilhe este artigo agora no