in

CUIDADO COM A ALIMENTAÇÃO DE ANIMAIS INTERNADOS DEVE SER REDOBRADO

Atenção está ligada à resposta dos tratamentos e impede a piora do quadro clínico

A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet, São Paulo/SP) atenta para a importância da nutrição adequada de animais internados. Quando em clínicas e hospitais, a alimentação dos animais torna-se mais difícil, porém, de extrema importância para a recuperação plena do animal.

Um dos agravantes é a distância de sua casa e dos seus cuidadores próximos, o que pode prejudicar seu apetite. Em ocasiões como essa, uma alternativa é a oferta de alimentos mais apetitosos para o animal, mas fica a cargo do médico-veterinário a melhor maneira de induzir a alimentação, já que o quadro clínico pode exigir cuidados contra males como diabetes, doenças hepáticas ou renais. O suporte nutricional adequado, por outro lado, melhora a resposta dos tratamentos, impedindo a piora do quadro imune do corpo e diminuindo a perda de massa magra, favorecendo cicatrização e reparação tecidual, fazendo com que o animal possa retornar mais rapidamente ao lar.

O aquecimento moderado da comida e, algumas vezes, a limpeza das narinas ou a colocação de uma porção do alimento na boca do paciente são ações que podem servir de estímulo para o início da alimentação. No caso de pets mais populares, cães e gatos, quando o alimento é colocado na boca do animal, esse estímulo muitas vezes já garante que o apetite prossiga de maneira natural.

Em casos mais complexos, no entanto, a alimentação deverá ser feita por meio de sondas, como a nasogástrica (do nariz até o estômago), esofágica (colocada no esôfago), gástricas (colocadas diretamente no estômago) e, dependendo do caso, diretamente na corrente sanguínea por meio de soro (alimentação parenteral).

Por isso, no contexto da nutrição e estilo de vida adequado a cada animal, dentro e fora de ambientes clínicos, a Abinpet reforça os benefícios de um alimento completo para os pets, como a ração industrializada. Produzida especificamente para cada tipo de animal, somente a ração contém vitaminas, sais minerais, proteínas e outros elementos na proporção correta e balanceada, o que garante uma série de benefícios à vida do animal, evitando o adoecimento.

Fonte: Abinpet, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS DE 200 ESPÉCIES DE PEIXES PODEM DESAPARECER DO BRASIL

ENSINO À DISTÂNCIA TAMBÉM APRESENTA PONTOS NEGATIVOS PARA A FORMAÇÃO DE MÉDICOS-VETERINÁRIOS