in

DESINFECÇÃO DE AMBIENTES É ESSENCIAL NO COMBATE ÀS INFECÇÕES HOSPITALARES

Herbalvet T.A., da Ourofino, é o desinfetante indicado para a eliminação de bactérias, fungos e protozoários do ambiente

Herbalvet T.A., da Ourofino, é o desinfetante indicado para a eliminação de bactérias, fungos e protozoários do ambiente

Cláudia Guimarães, em casa

[email protected]

Toda infecção adquirida após a entrada do paciente no hospital, cuja manifestação ocorreu durante uma internação hospitalar ou mesmo após a alta e que esteja relacionada a algum procedimento realizado no hospital (por exemplo, cirurgias), é considerada infecção hospitalar.

Quem nos explica o conceito é a analista Técnica da Unidade de Negócios Animais de Companhia, da Ourofino Saúde Animal, Stella da Fonseca Rosa, que ainda informa que a presença de micro-organismos em diversas superfícies e materiais, no ar, na água e em outros líquidos, além dos micro-organismos presentes na própria microbiota do paciente e nas mãos dos profissionais de saúde, podem levar à ocorrência de uma infecção. “Isso ocorre caso exista um desequilíbrio entre os mecanismos de defesa do paciente e a quantidade e virulência do patógeno transmitido”, explica.

gatoclinica

É essencial realizar limpeza e desinfecção de pisos, paredes,macas, mesas de atendimento e equipamentos (Foto: reprodução)

Mas de que micro-organismos estamos falando? Stella aponta que, dentre os principais patógenos presentes em ambiente hospitalar, estão descritos os fungos, vírus e as bactérias, sendo as bactérias, encontradas com maior frequência. “Tais agentes podem levar a quadros de infecções respiratória, sanguínea, urinária, no trans ou pós operatório. Estes tipos de infecções são comuns em humanos, porém também podem ser observadas em animais, principalmente as infecções após procedimentos cirúrgicos ou procedimentos invasivos”, revela.

Como prevenir? Stella comenta que, além da higienização das mãos, medida classificada como uma das mais importantes na prevenção e controle das infecções, a limpeza e desinfecção do ambiente também é considerada parte importante no controle da transmissão das infecções. “Isso inclui pisos, paredes, macas, mesas de atendimento, além de outros equipamentos do hospital ou consultório veterinário”, enumera.

Ainda de acordo com informações citadas em manuais de limpeza e higiene hospitalar, as mãos podem ser higienizadas com água e sabão ou com solução alcoólica (por exemplo: álcool gel) quando estiverem limpas. “O importante é friccionar todas as superfícies das mãos (palmas, dorso, dedos e dedão, ponta dos dedos e punhos). Depois de higienizar as mãos com solução alcoólica, o ideal é deixar que elas sequem naturalmente, não sendo necessário o uso de papel toalha”, orienta.

Já para o processo de desinfecção do ambiente, são indicados os agentes químicos do grupo dos iodóforos, fenólicos e álcoois, além dos compostos de quaternário de amônia. “Sendo que, para cada agente, a forma de utilização e o tempo de exposição deverão ser seguidos conforme recomendação de rótulo, para que haja uma efetiva desinfecção do ambiente. Para o caso de locais em que são mantidos animais, os produtos à base de quaternário de amônia são os mais recomendados”, explana.

herbalvet

Herbalvet T.A., da Ourofino, elimina bactérias, fungos eprotozoários presentes nas superfícies de ambientese utensílios (Foto: divulgação)

Opção no mercado. O Herbalvet T.A. é o desinfetante da Ourofino à base de Cloreto de Benzalcônio 15%, ativo do grupo de quaternário de amônia, que é indicado para a eliminação de bactérias, fungos e protozoários. O produto, segundo Stella, atua, também, como desodorizante e apresenta propriedade tensoativa não corrosiva, sendo indicado para a limpeza e desinfecção de pisos, paredes, salas de banho e tosa, mesas de atendimento e de cirurgias e instrumentais cirúrgicos.

A profissional expõe que o produto irá atuar na eliminação de bactérias, fungos e protozoários, presentes nas superfícies de ambientes e utensílios, sendo indicado para a desinfecção dos ambientes em clínicas e hospitais veterinários, canis e gatis. Mas, para isso, é essencial seguir as recomendações e indicações de uso descritas no rótulo. O manejo do produto também deve receber atenção, como utilizar equipamentos de proteção adequados, evitando o contato do produto com a pele e com os olhos”, destaca.

Quando questionada sobre a possibilidade de o Herbalvet T.A. poder diminuir ou, até mesmo, eliminar o coronavírus, causador da atual pandemia global, Stella afirma que, embora o grupo de ativos de quaternário de amônia seja indicado como uma das medidas utilizadas para o auxílio no controle do coronavírus, não foram conduzidos estudos específicos de eficácia com o uso do produto que comprovem esta indicação.

Em casa, os tutores de pets devem sempre optar pelo uso de produtos químicos indicados por médicos-veterinários a fim de realizar a higienização dos locais de rotina do pet. “E, ao serem utilizados, que sejam tomados os cuidados necessários, respeitando o modo de uso indicado, não deixando resíduos no ambiente e evitando o contato direto e ingestão do produto pelos animais”, conclui.

Analista Técnica da Unidade de Negócios Animais de Companhia, da Ourofino Saúde Animal, Stella da Fonseca Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REPRODUÇÃO

MSD SAÚDE ANIMAL PROMOVE WEBINARS PARA ALAVANCAR NEGÓCIOS PET

REPRODUÇÃO

Aporte da PremieRpet potencializa treinamento de cães-guias