in ,

Difícil, mas não impossível: psicóloga fala sobre treinamento para se fazer otimista

Pesquisas comprovam que pessoas mais otimistas, além de viverem mais, desenvolvem a resiliência

O otimismo, principalmente no período atual, não é algo tão fácil de desenvolver. Contudo, treinar o cérebro para fazê-lo pode ser possível.

“Vivemos o isolamento social e muitas inseguranças e mudanças em nossas vidas. Diante disso, podemos passar por momentos de desânimo e pensamentos negativos, o que pode ser normal para todo ser humano. Entretanto, para vencer precisará lutar para que estes pensamentos não nos conduzam, não direcionem nossas vidas”, explica a psicóloga Angelica Moreira, ao afirmar que é muito importante manter o pensamento positivo.

Segundo a profissional, pesquisas comprovam que pessoas mais otimistas, além de viverem mais, desenvolvem a resiliência, que é a capacidade de se adaptar e superar dores e sofrimentos. “Neste momento de pandemia, é importante olhar para aquilo que avançou, amadureceu. Quanto bem e gentileza puderam ser vistos por meio das pessoas que se disponibilizaram a ajudar seu próximo, o quanto muitas famílias se uniram, mesmo a distância, e o quanto se é grato por estar vivo. Aliás, a gratidão pelo que se tem e pelo que se é, é passo inicial para se tornar mais otimista. Pensar de forma mais otimista fará com que consigamos passar por tudo isso fortes e com olhar no futuro, com planos e metas”, explica.   

Quer saber mais sobre os benefícios de se manter otimista, além de exercícios para educar a mente para pensar positivo? Leia a matéria completa na edição de março da C&G VF, na editoria Mindvet. Clique aqui.

Redação C&V VF.

C&G VF

LEIA TAMBÉM:

Projetos se destacam no interior de São Paulo por proteger animais e a Mata Atlântica

Estudo defende que tamanho e formato do corpo do cão podem indicar risco de tumor ósseo

CRMV-SP: Chapa Integração é eleita com 63,6% dos votos e assume o regional em agosto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atualização de guia tem como foco fases de vida dos gatos domésticos

Médica-veterinária tem palestra interrompida por “sons de primata”