Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Inovação e Mercado, Destaques

Docentes se reúnem para levar conhecimento da Medicina Veterinária Canabinoide para dentro das Universidades

Por Equipe Cães&Gatos
canabinoide
Por Equipe Cães&Gatos

Cláudia Guimarães, da redação

claudia@ciasullieditores.com.br

Os professores são verdadeiros mestres. No Ensino Primário, têm impacto na formação social e de caráter das crianças; no Ensino Superior, são responsáveis por formar profissionais capacitados para o mercado de trabalho. Durante a graduação de Medicina Veterinária, por exemplo, o docente também deve se empenhar em passar ensinamentos que, muitas vezes, fogem do padrão, do comum a ser debatido.

Pensando, justamente, nisso, em falar sobre algo que ainda – em pleno 2022 – é pouco difundido, os médicos-veterinários e docentes Fabiana Augusto Pereira, Gabriel Cabrerizo e Kátia Ferraro estão unidos diante de um propósito: o Projeto Cannabis na Universidade. Eles contam que a ideia surgiu quando participaram de um evento sobre Medicina Veterinária Canabinoide e, então, pensaram “por que não difundir conhecimento sobre o tema, para graduandos?”.

Fabiana Pereira compartilha que a equipe de cientistas de Raphael Mechoulam (considerado o pai da Cannabis), descobriu o tetrahidrocanabinol (THC) em 1964 e, somente após quase 30 anos, o Sistema Endocanabinoide (SEC) foi descoberto e, mesmo frente à sua importância, ele é pouco divulgado nas grades das Universidades de Medicina Veterinária. “Temos conhecimento de duas Universidades, com o MV PhD Erik Amazonas, professor da disciplina de Endocanabinologia, pelo Departamento de Biociências e Saúde Única, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); MV MsC Magda Medeiros, professora Titular da disciplina de Fisiologia, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), onde ministra sobre o SEC nas aulas de sistema nervoso”, menciona.

O Projeto Cannabis na Universidade está em execução e difundindo o conhecimento da Medicina Veterinária Canabinoide, sendo bem recebido por colegas (diretores e professores) e com procura e adesão dos graduandos, conforme revelam os docentes. Gabriel Cabrerizo afirma que o papel dos profissionais envolvidos é levar informações no formato de workshop, presenciais e/ou virtuais para as Universidades, ministradas por uma equipe altamente qualificada. “Caso as Instituições tenham interesse, disponibilizamos todo o material e assessoria para a criação de uma disciplina (optativa ou obrigatória) a ser implementada na grade curricular do curso. Podemos dar todo o apoio e suporte necessários”, assegura.

canabinoide
O Projeto Cannabis na Universidade está em execução e difundindo o conhecimento da Medicina Veterinária Canabinoide, sendo bem recebido por colegas (diretores e professores) e com procura e adesão dos graduandos, conforme revelam os docentes (Foto: Reprodução)

Dispostos a incrementar a grade curricular

A equipe do projeto é composta por 18 profissionais no total, sendo 17 médicos-veterinários e uma advogada. “Estamos felizes e satisfeitos com o andamento do projeto, podendo contribuir, de forma positiva, na formação do nosso futuro colega de trabalho, com conteúdo pertinente e de qualidade”, comemora Kátia Ferraro.

Ela ainda declara que a expectativa do grupo é que cada vez mais as Universidades entrem em contato com o projeto e, assim, seja possível expandir o conhecimento no Brasil e fora. “Temos uma profissional da equipe que mora em Portugal. Esperamos, também, que as Universidades desejem incluir a disciplina em suas grades curriculares”, reitera.

Para os entrevistados, o significado de ser professor é unânime: é ter comprometimento com o futuro do estudante, com as suas escolhas, oferecendo a eles oportunidades e acessibilidade a informações que definam o caminho a seguir.

Fabiana ressalta que o objetivo principal do projeto é promover o bem-estar nas mais variadas espécies, ensinando sobre a terapia canabinoide na Medicina Veterinária. “Esse projeto foi pensado e criado para levar o conhecimento da terapia canabinoide para dentro dos grêmios acadêmicos e Universidades. É uma iniciativa sem fins lucrativos, com uma equipe especializada em terapia canabinoide na Medicina Veterinária. Serão quatro horas de palestras para falar sobre o tema, podendo ser presencial ou on-line”, complementa Gabriel Cabrerizo.

Clique aqui para entrar em contato com os organizadores do Projeto Cannabis na Universidade.

Compartilhe este artigo agora no