in

ELANCO SAÚDE ANIMAL DÁ DICAS PARA PROTEGER PETS DE PULGAS E CARRAPATOS

Prevenção é a melhor forma de evitar e merece atenção dos tutores

Os riscos das infestações por carrapatos e pulgas aumentam consideravelmente com a alta das temperaturas da primavera e do verão. Com isso, tutores de pets precisam ficar atentos aos cuidados a serem tomados para prevenir transtornos em casa e cuidar da saúde de seu animal. Parasitas desse tipo causam coceira, geram incômodo e podem transmitir doenças.

Carrapatos são responsáveis pela transmissão da famosa “doença do carrapato”. A erliquiose e a babesiose são doenças emergentes no Brasil, transmitidas pela picada do carrapato Rhipicephalus sanguineus, podendo se manifestar de diversas formas no cão. Outro risco, para pets e agora também para humanos, é a febre maculosa, uma infecção transmitida pelo carrapato estrela que, por meio de sua picada, transmite a Rickettsia rickettsii. A transmissão da doença para as pessoas acontece quando o carrapato infectado pica o humano, inoculando a bactéria pela saliva do parasita, diretamente para a corrente sanguínea.

Nesse contexto, os tutores são fundamentais para proteger seus cães dessa ameaça e mantê-los livres da erliquiose e babesiose. De acordo com o gerente de Marketing de Saúde Pet da Elanco para o Brasil e Cone Sul, Cristiano Anjo, o conhecimento sobre a “doença do carrapato” e os hábitos do parasita é um ponto fundamental na prevenção dessa doença tão importante e que vem crescendo no Brasil, devido às condições ambientais favoráveis e também a adaptação dos carrapatos ao meio urbano.

A melhor forma de atuar é sempre a prevenção e, para isso, é preciso conscientizar os tutores para o uso periódico de produtos que combatam esses parasitas e protejam seus cães dessa ameaça. “A maior parte dos tutores brasileiros aplica produtos em seus animais somente após a visualização dos parasitas. O conceito de prevenção ainda não está consolidado no Brasil e, por esse motivo, é necessária a conscientização e informação sobre os parasitas e as doenças que podem ser transmitidas pelos carrapatos”, explica.

Cristiano Anjo também frisa sobre as viagens de fim de ano. Para ele, é fundamental que as famílias se previnam e tenham cuidado com os ambientes em que os cães irão frequentar nesse período. “É a saúde do animal e da família que está em jogo. Temos que ajudar os tutores a focar suas atenções para a prevenção contra esses parasitas. Proteger o animal e cuidar do ambiente são fundamentais nesse processo de prevenção. Para se ter uma ideia, em infestações por pulgas e carrapatos, cerca de 95% dos parasitas estão no ambiente e somente 5% no corpo do animal”, acrescenta.

Opções no mercado. Para prevenir e eliminar carrapatos e pulgas e ainda reduzir o risco da transmissão de doenças, como a “doença do carrapato”, a Elanco Brasil conta com seu mais novo lançamento, Credeli. Trata-se de um comprimido mastigável, pequeno e saboroso, que atua rapidamente protegendo cães filhotes (a partir de 8 semanas) e adultos contra carrapatos e pulgas. Depois de ingerido, o medicamento elimina 100% dos carrapatos em até 8 horas e pulgas em até 6 horas. Cada embalagem contém três comprimidos, um para cada mês, totalizando 90 dias de proteção. “Credeli é muito prático, possuindo 100% de aceitação em 70 diferentes raças de cães, incluindo as raças ‘Toy’, como Chihuahua e Yorkshire Terrier”, indica Anjo.

A coleira SerestoTM é outra inovação da Elanco Brasil para prevenir e eliminar carrapatos e pulgas e ainda reduzir o risco de doenças transmitidas por vetores, como a “doença do carrapato” e leishmaniose em cães. “A coleira elimina os parasitas por contato, de forma rápida e eficaz, e também auxilia na diminuição das alergias, irritação e incômodo, causados pelas picadas. Seresto age liberando seus ativos em doses baixas e controladas, de forma segura, protegendo gatos contra pulgas e cães contra carrapatos e pulgas, por até 8 meses. Sem cheiro, não solta pó e resistente à água, Seresto oferece conveniência e longa proteção para o animal”, garante.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VETERINÁRIA DÁ DICAS DE COMO PROTEGER PETS DO BARULHO DOS FOGOS

SOROLOGIA PARA DIAGNÓSTICO DA ESPOROTRICOSE FELINA RECEBE VALIDAÇÃO CLÍNICA