in

EM ENCONTRO ON-LINE, CFMV DEBATE DIFERENTES FORMAS DE TERAPIA PARA ANIMAIS

Ação teve como foco entender mais sobre terapia com células-tronco e ozonioterapia

Preocupado com a qualidade da capacitação de médicos-veterinários no que tange a terapia com células-tronco e ozonioterapia em animais, o Conselho Federal de Medicina Veterinário (CFMV) debateu os temas durante Sessão Plenária Ordinária. Encontro por videoconferência ocorreu nos dias 16 e 17 de setembro e contou com pesquisadores nos seguintes temas para debater com diretores e conselheiros.

De acordo com o presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida, convidar autoridades nos assuntos foi importante para conhecer avanços, estudar, analisar e tomar decisões referentes às questões dentro da Medicina Veterinária.

Dentre os convidados, a médica-veterinária Patrícia Furtado Malard, diretora da Associação Brasileira de Terapia Celular (ABTCEL), explicou que a terapia com células-tronco possui um mecanismo de ação específico, capaz de liberar vesículas extracelulares com ação anti-inflamatória e imunomodulatória. “O entendimento do médico-veterinário acerca do mecanismo de ação das células-tronco é de extrema importância para a correta triagem do animal e consequente sucesso do tratamento.”, afirmou, durante o encontro

Já o também médico-veterinário Jean Guilherme Fernandes Joaquim, presidente da Associação Nacional da Ozonioterapia Veterinária (Abo3vet), contou que a ozonioterapia em animais é um tratamento que aumenta a quantidade de oxigênio no corpo introduzindo ozônio e tratando doenças. “Há a ozonioterapia, e as demais terapias inovadoras, integrativas e complementares, como célula-tronco, hemoterapia e nutrologia”, afirmou.

Ainda segundo ele, atualmente, dois mil médicos-veterinários trabalham com a ozonioterapia no Brasil, o que pede que o assunto seja mais debatido.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WVA REALIZA REUNIÃO A FIM DE DEFINIR POLÍTICAS PARA O PRÓXIMO ANO

SAÚDE ÚNICA É UM DOS PILARES DA MEDICINA VETERINÁRIA DO COLETIVO