Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

ESPECIALISTA MOSTRA COMO DIFERENCIAR DOENÇAS NEUROLÓGICAS

ESPECIALISTA MOSTRA COMO DIFERENCIAR DOENÇAS NEUROLÓGICAS Neuropatias, miopatias ou outras podem aparecer em sua rotina
Por Equipe Cães&Gatos
Por Equipe Cães&Gatos

Neuropatias, miopatias ou outras podem aparecer em sua rotina

Não é incomum você, médico-veterinário, receber um paciente com sintomas de doenças neurológicas e ter incertezas sobre o diagnóstico. Dessa forma, conversamos com o médico-veterinário que atua na área de Neurologia Veterinária das clínicas Naya Especialidades, EVET, Hospital Pet Care, Mateus do Amaral Freitas, para diferenciar as neuropatias, miopatias e juncionopatias, problemas que podem surgir na rotina. 

De acordo com Freitas, as neuropatias, miopatias e juncionopatias são doenças do sistema nervoso periférico e localizadas em regiões distintas, de diferentes etiologias (traumáticas, vasculares, neoplásicas, metabólicas, infecciosas, hereditárias, entre outras). “As neuropatias contemplam doenças e/ou problemas do funcionamento dos nervos. Os nervos podem ter origem no encéfalo (denominados nervos cranianos) ou na medula espinhal (nervos espinhais). São formados por raízes nervosas que podem ser divididas: raiz nervosa dorsal (responsável pela sensibilidade) e raiz nervosa ventral (responsável pela ação motora)”, explica. 

Segundo ele, as neuropatias podem apresentar-se de forma focal ou difusa, dependendo do agente causador, como exemplo a paralisia facial idiopática (lesão do nervo facial), grupos de nervos de uma mesma região como lesão do plexo braquial, ou ainda vários nervos de toda região do corpo do paciente como a polirradiculoneurite aguda idiopática. 

Para Freitas, na teoria, o meio de diagnóstico será diferente e específico para cada etiologia e região. “No entanto, na prática, como os sinais neurológicos são semelhantes, muitas vezes, a determinação é realizada de uma forma mais abrangente procurando as possíveis causas”, declara. 

Leia aqui a reportagem completa. 

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Compartilhe este artigo agora no