in

ESTILO DE VIDA NATURAL MANTEM SAÚDE E PREVINE DOENÇAS EM CÃES

Medicina funcional e alimentação natural balanceada proporcionam bem-estar aos pets

Hoje em dia muito se fala sobre alimentação natural para cães. Trata-se de uma área da Medicina Veterinária que está em pleno desenvolvimento no Brasil, de conceituações até protocolos. Mas o que a população precisa saber é que nada disso tem a ver com oferecer aos cães sobras de comida ou preparações como era no passado.

É uma opção conduzida por um médico-veterinário nutrólogo gabaritado em medicina funcional preventiva, capaz de definir uma dieta balanceada e, o mais importante, prescrever nutracêuticos (composições nutritivas que influenciem a ação dos genes) para suprir o que só a alimentação não dá conta para manter a saúde ou tratar certas doenças no cão (como câncer e insuficiência renal, hepática).

Fã de prática esportiva e de um estilo saudável de vida, a experiência pessoal do Dr. Luciano Pasin motivou-o a pesquisar, estudar e se aperfeiçoar sobre medicina funcional preventiva para cães. “A minha saúde melhorou muito com o acompanhamento de um nutriendocrinologista. Então, corri atrás desses ganhos para meus pacientes”, afirma Dr. Pasin que realiza atendimentos presenciais em sua clínica e de parceiros de várias cidades e estados.

O veterinário procura entrar em cena principalmente quando o cão ainda não está doente. Além de orientação nutricional, o tratamento inclui, também, o uso de nutracêuticos, cuidados como check up, limpeza dos dentes, detoxificação (diminuição da carga tóxica do organismo) e sessões de ozonioterapia (melhoria de todo o sistema imunológico).

“Sempre me atualizo e coloco em prática tudo o que apresenta embasamento científico. O câncer nasce de células defeituosas que poderiam ter sido evitadas. Alguma falha na defesa natural ocorre nesses casos. Infelizmente, tanto o câncer quanto outras doenças crônicas têm se instalado cada vez mais precocemente nos animais. Quando explico que, como nós, os cães também são influenciados por aquilo que eles comem, muitos donos já compartilham desse ideal ou se mostram dispostos a adaptar os conceitos de longevidade saudável”, conta.

O veterinário nutrólogo prescreve nutracêuticos, acompanha passo a passo todo o período de adaptação à nova alimentação e monta receitas equilibradas com doses adequadas para não apresentarem deficiências em vitaminas e minerais ou trazerem desnutrição, sobrepeso e até obesidade. “Defendo que a somatória da Medicina Veterinária clássica com conceitos e práticas de medicina funcional seja o caminho para uma vida melhor para o cão e para tratar doenças já instaladas”, destaca.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONSULTA PÚBLICA DO CONCEA SOBRE ROEDORES E LAGOMORFOS TEM A PARTICIPAÇÃO DO CFMV

AVANÇO NA TECNOLOGIA RESULTA EM NOVOS RECURSOS QUE APRIMORAM, CADA VEZ MAIS, A MEDICINA VETERINÁRIA