in

ESTUDO COMPROVA QUE OS PETS IMPULSIONAM DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS

Animais de estimação promovem habilidade social e autoestima

Crescer com um animal de estimação pode trazer benefícios sociais, emocionais e educacionais às crianças e adolescentes, de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Liverpool, publicado no International Journal of Environmental Research and Public Health (Jornal Internacional de Pesquisa Ambiental e Saúde Pública) e financiado pelo Waltham Centre for Pet Nutrition, parte da Mars Petcare. 

O material demonstra que crianças com animais de estimação tendem a ter autoestima mais elevada, se sentem menos sozinhas e têm mais habilidades sociais. A pesquisa sustenta a convicção de que os pets podem ajudar no desenvolvimento de crianças saudáveis. Os pesquisadores realizaram uma análise profunda e uma avaliação de qualidade dos estudos que investigaram os efeitos de se ter animais de estimação no desenvolvimento emocional, educacional e comportamental. “Qualquer um que cresceu com um animal de estimação e o amou sente, intrinsicamente, o valor da convivência”, diz a líder do projeto Dra. Carri Westgarth, do Instituto de Infecção e Saúde Global. 

criancas

Impacto é maior em crianças com menos de seis anos e em pré-adolescentes e adolescentes com mais de dez (Foto: reprodução)

Ela afirma que as evidências científicas provenientes de investigações sobre os benefícios ao desenvolvimento de crianças e adolescentes parecem promissoras. “Analisamos profundamente essas evidências para entender que benefícios em potencial são mais sustentados”, declara e acredita que, em última análise, isso irá permitir saber mais sobre como os animais de estimação dão suporte emocional, educacional e social às crianças e adolescentes. 

As idades para o impacto da presença de animais de estimação na autoestima parecem ser mais expressivas em crianças com menos de seis anos e também em pré-adolescentes e adolescentes com mais de dez, segundo o estudo. “Em geral, cães e gatos são considerados os melhores provedores de suporte social, talvez em função de um nível maior de interação e reciprocidade em comparação com outros animais de estimação”, diz a autora principal do estudo, Rebecca Purewal. 

Ela comenta que, nas culturas ocidental e não-ocidental, os animais de estimação podem agir como uma forma de apoio psicológico, ajudando as crianças a se sentirem melhor sobre si mesmas e criando uma autoimagem positiva. “Os padrões entre subpopulações e grupo de idade sugerem que pets têm o potencial de promover o desenvolvimento de crianças e adolescentes saudáveis”, diz a pesquisadora de Waltham e coautora do estudo, Nancy Gee. “Esse é um campo estimulante e ainda há muito que aprender sobre os processos por meio dos quais a propriedade de animais de estimação pode impactar o desenvolvimento de crianças saudáveis”, pondera.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEDICAÇÃO DA MULHER DEVE SER UM DOS ELEMENTOS PARA INFLUENCIAR EMPRESAS

DRPAD ESTÁ PRESENTE EM 60% DOS GATOS DA RAÇA PERSA