in

Estudo prova que cachorros podem detectar osteossarcoma por meio do olfato

A descoberta foi feita por um grupo de pesquisadores espanhóis, e poderá ser a base para o desenvolvimento de métodos para a detecção precoce destes tumores

Um grupo de pesquisadores espanhóis provou que os cães podem detectar osteossarcoma por meio do olfato. Tal poderá ser a base para o desenvolvimento de métodos de rastreio populacional não invasivos para a detecção precoce destes tumores. 

Estudos anteriores já tinham demonstrado a capacidade dos cães para discriminar os compostos orgânicos voláteis específicos (COV) libertados pelos pacientes oncológicos. No entanto, este é o primeiro estudo para demonstrar a sua capacidade potencial de detectar sarcomas. 

focinho
Um grupo de pesquisadores espanhóis provou que os cães podem detectar osteossarcoma através do olfato (foto: reprodução)

No estudo, publicado na Scientific Reports, o grupo de pesquisa sobre sarcomas e terapias experimentais do Instituto de Investigación Sanitaria del Principado de Asturias (ISPA) avaliou a capacidade de detecção de cães (n = 2) para detectar culturas de células osteossarcoma em amostras de pacientes. 

Um dos dois cães foi treinado com sucesso para discriminar as células primárias de pacientes com osteossarcoma com as obtidas a partir de indivíduos saudáveis. Após o treino, o cão foi capaz de detectar sinais de odor específicos de osteossarcoma num painel diferente de seis linhas celulares com taxas de sensibilidade e especificidade entre 95 e 100%. 

Além disso, o cão também detectou os mesmos COV em amostras de saliva de pacientes com osteossarcoma (n = 2) e os discriminou de amostras de indivíduos saudáveis com eficácia semelhante. 

No geral, este estudo pretendeu fornecer uma prova de conceito sobre a existência de um odor específico do câncer em osteossarcoma que pode ser detectado de forma eficiente por cães de detecção treinados com linhas celulares deste tumor. 

Fonte: Veterinária Atual, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Alguns comportamentos felinos são considerados formas de comunicação com o tutor

CFMV homologa emissão de títulos de especialista em animais selvagens e em endocrinologia

Instituto de Estudos Avançados da USP lança livro sobre comunidades e famílias multiespécies

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vacina

Justiça exige RT médico-veterinário em estabelecimento que comercialize vacinas

stand Vetnil

Vetnil® se destaca durante 41º CBA