Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Pets e Curiosidades

Estudos mostram ligação entre saúde mental e convívio com pets

Psicóloga explica os benefícios em apostar em uma relação como essa
Por Equipe Cães&Gatos
pets
Por Equipe Cães&Gatos

Ter um animal de estimação é tudo de bom. Mas, você sabia que além disso, essa relação também pode ser benéfica para a sua saúde mental? Isso porque a forte ligação entre humanos e animais de estimação pode proporcionar diferentes impactos positivos no âmbito emocional. 

Um estudo do Human Animal Bond Research Institute (HABRI), nos Estados Unidos, revelou que 74% dos tutores de animais relataram melhorias significativas em sua saúde mental, atribuídas à estreita relação com seus pets, seja gato ou cachorro. 

“Isso acontece porque o contato com os animais ativa o sistema límbico dos seres humanos, o que resulta na liberação de endorfinas, que geram a sensação de tranquilidade e bem-estar”, afirma Lígia Kaori Matsumoto, psicóloga do Hospital Dia M’Boi Mirim I, gerenciado pelo Centro de Estudos e Pesquisas “Dr. João Amorim” (CEJAM), em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo. 

Além disso, a presença de um pet pode mitigar significativamente as chances do desenvolvimento de problemas como depressão, ansiedade, sensação de solidão e estresse. Essa relação também promove o aumento da autoestima e estimula as interações sociais entre as pessoas. 

Em adultos, a interação com pets é uma fonte de estímulo para a organização da rotina e a adoção de hábitos diários (Foto: reprodução)

“Em adultos, a interação é comprovadamente uma fonte de estímulo para a organização da rotina e a adoção de hábitos diários. E devido à necessidade de atividade física dos animais, eles podem servir de incentivo para que seus donos também se exercitem, mantendo-se assim mais ativos e saudáveis no aspecto físico”, complementa a profissional. 

Para o físico humano, esses benefícios ainda podem se estender na redução da pressão sanguínea, do colesterol e dos níveis de triglicérides, auxiliando na prevenção de doenças cardiovasculares, segundo estudos do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e do Instituto Nacional de Saúde (NIH), nos Estados Unidos. 

E não para por aí! Os benefícios dessa conexão se tornam ainda mais evidentes quando nutrida desde a infância. Uma pesquisa publicada no periódico americano Human-Animal Interactions afirma que aqueles que mantêm contato com animais, desde crianças, têm mais chances de desenvolverem sentimentos de empatia e compaixão. 

“O contato dos pequenos com animais de estimação é altamente benéfico para seu desenvolvimento. Estar na presença de um bichinho pode ensinar a eles noções vitais de convivência, respeito, cuidado, responsabilidade, pertencimento e autonomia, princípios que ecoam em diferentes fases da vida”, explica Lígia. 

Apesar de todos os benefícios da interação humana e pet, é fundamental lembrar que a decisão de adotar um animal de estimação é um compromisso sério. “É essencial realizar uma avaliação sincera considerando diversos fatores, como sua rotina, espaço, disponibilidade de tempo e recursos financeiros e emocionais para cuidar do animal. Apesar de ser uma experiência maravilhosa, nem todas as pessoas estão prontas ou em um momento adequado de suas vidas para assumir essa responsabilidade”, alerta a psicóloga.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Inscrições abertas para o primeiro Programa de Voluntários da Proteção Animal Mundial no Brasil

Fique atento aos sinais: como identificar que o cão está ficando cego?

Primavera: algumas plantas são tóxicas para os cães e gatos

Compartilhe este artigo agora no