in

Falta de estímulo ambiental para aves em cativeiro podem ter o bem-estar comprometido

A Síndrome de Arrancamento das Penas (SAP) ocorre em torno de 10% das aves mantidas em gaiolas

As aves são um dos animais mais sensíveis ao cativeiro, seja por seu manejo especializado, por suas particularidades fisiológicas ou por sua necessidade de viver em conjunto com outras aves ou animais. No entanto, elas representam o cenário dos animais silvestres mais procurados como pets, principalmente os psittaciformes como, por exemplo, as calopsitas e os periquitos.

Para esses animais, se houver falta de estímulo ambiental, isolamento social e desmame precoce, os comportamentos naturais que decorrem desses aspectos podem ser exageradamente amplificados e o bem-estar animal diretamente comprometido. Assim, a automutilação, as fobias, a agressividade e o comportamento estereotipado podem se fazer presentes.

A Síndrome de Arrancamento das Penas (SAP) ocorre em torno de 10% das aves mantidas em cativeiro, sendo frequentemente comparada ao Transtorno Obsessivo Compulsivo em humanos, mas, nas aves, pode provocar ferimentos graves, além da hipotermia e imunossupressão em casos avançados. Aves com este distúrbio crônico podem causar lesões irreversíveis nos folículos das penas, depenando definitivamente regiões do corpo. Evidencia-se, então, a importância de se conhecer a SAP ao considerar a aquisição de uma ave para companhia.

Para ler o artigo completo, acesse a edição 260, de abril, no site revistacaesegatos.com.br. Abaixo a bibliografia utilizada pela autora:

CASSIMIRO, H. N. Síndrome do arrancamento de penas em psitacídeos: revisão de literatura. Disponível em: <https://dspace.uniceplac.edu.br/handle/123456789/174>

CUBAS, Z. S.; CARLOS, R. S. J.; CATÂO-DIAS JOSÉ LUIZ. Tratado de animais selvagens Medicina Veterinaria. Traducao . [s.l.] Editora Roca, 2014.

FAGUNDES, N. Síndrome do arrancamento de penas em  psitacídeos:  revisão  de literatura. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/80764>

MARCHI, M. N. A. D. E.; LEONARDO, J. M. L. O.; SANTOS, J. M. G. D. O. S. SÍNDROME DO  AUTO   BICAMENTO      EM        AVES     ORNAMENTAIS.              Disponível         em:<http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/6091>

FAGUNDES, N. Síndrome do arrancamento de penas em  psitacídeos:  revisão  de literatura. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/80764>

Silva-Filho, R. P., et al. “Tratado de Animais Selvagens.” Medicina Veterinária 384 (2014): 416.

Fonte: Redação Cães&Gatos VET FOOD. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CRMV-RS apresenta proposta de cronograma de vacinação para veterinários de Porto Alegre

Projeto de Lei que possibilita o uso veterinário do canabidiol tem apoio do CFMV